Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Doenças
  3. Conjuntivite

Conjuntivite

Conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva que pode apresentar causas diversas, tais como infecção por vírus ou bactérias e contato com substâncias irritantes, como fumaça.  Essa inflamação provoca vermelhidão e sensação de areia nos olhos, fotofobia, coceira e dificuldade de visão. O tratamento dependerá do agente causador, sendo, portanto, fundamental procurar um médico para a avaliação correta do que está causando o problema. É importante destacar que a automedicação pode prejudicar ainda mais o quadro do paciente.

O que é conjuntivite?

A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, uma membrana fina e transparente que recobre o branco dos olhos bem como o interior das pálpebras. Provocada por agentes diversos, a inflamação pode acometer apenas um olho ou então afetar os dois olhos, sendo seu sintoma mais comum a vermelhidão que o olho adquire. Os sintomas da conjuntivite duram, em média, 15 dias, entretanto esse tempo está diretamente relacionado com o agente que os causou.

Leia mais: Estrutura interna dos olhos

Causas da conjuntivite

A conjuntivite pode apresentar causa infecciosa ou não infecciosa. A conjuntivite infecciosa pode ser causada por vírus e bactérias. Seu tipo mais comum é a conjuntivite viral, que pode ser causada, por exemplo, pelo adenovírus. A bacteriana, por sua vez, é mais comum em crianças, e como um de seus agentes causadores podemos citar o Staphylococcus aureus.

A conjuntivite é a inflamação da conjuntiva e pode provocar vermelhidão nos olhos.
A conjuntivite é a inflamação da conjuntiva e pode provocar vermelhidão nos olhos.

No que diz respeito à conjuntivite não infecciosa, ela pode ser alérgica ou não alérgica. As alérgicas podem ser desencadeadas, por exemplo, por contato com grão de pólen, poluentes atmosféricos e cosméticos. As não alérgicas, por sua vez, podem ser causadas pela secura do olho e corpos estranhos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Transmissão da conjuntivite

Como mencionado, a conjuntivite pode apresentar causas variadas, sendo algumas não transmissíveis, como as conjuntivites alérgicas. Algumas conjuntivites, no entanto, podem ser transmitidas de uma pessoa para a outra, sendo o caso das conjuntivites infecciosas. A transmissão pode ocorrer por meio do contato com a secreção produzida pelo paciente ou, ainda, com objetos contaminados, tais como rímel, delineador, lenços e toalhas.

Sendo assim, nas conjuntivites virais e bacterianas, recomenda-se que o paciente permaneça em casa até a cura da doença a fim de evitar a sua propagação. Além disso, deve-se orientar sobre não emprestar objetos de uso pessoal e redobrar as medidas de higiene, lavando sempre as mãos e trocando toalhas e fronhas diariamente, enquanto os sintomas persistirem.

Leia mais: O que é alergia?

Principais sintomas da conjuntivite

Além dos olhos vermelhos, a conjuntivite pode causar a produção de secreção amarelada ou esbranquiçada.
Além dos olhos vermelhos, a conjuntivite pode causar a produção de secreção amarelada ou esbranquiçada.

A conjuntivite pode desencadear diferentes sintomas, tais como:

  • Olhos vermelhos
  • Secreção amarelada ou esbranquiçada nos olhos
  • Sensação de areia nos olhos ou queimação
  • Visão borrada
  • Coceira
  • Fotofobia (sensibilidade à luz)
  • Inchaço nos olhos ou pálpebras
  • Comumente o paciente pode queixar-se de acordar com pálpebras grudadas.

Atenção: O olho vermelho nem sempre indica um quadro de conjuntivite.  Apesar de ser um sintoma comum da inflamação da conjuntiva,  ele pode ser resultado, entre outros problemas, de trauma, aumento da pressão ocular, síndrome do olho seco ou uveíte. Procurar um médico é fundamental nesses casos para ter-se um diagnóstico correto.

 

Leia mais: Visão, um dos cinco sentidos

Tratamento da conjuntivite

O tratamento da conjuntivite depende diretamente do agente que está causando a doença. A conjuntivite bacteriana, por exemplo, é tratada utilizando-se, principalmente, colírios antibióticos, os quais devem ser usados apenas com recomendações do médico. No que diz respeito à conjuntivite viral, ela não apresenta medicamentos específicos para seu tratamento. Entretanto,  lubrificantes podem ser recomendados.

No caso das conjuntivites alérgicas, pode ser recomendada a administração de colírios com anti-histamínicos bem como o uso de lubrificantes. Já as não alérgicas, geralmente, curam-se rapidamente após a retirada do agente agressor. Lubrificantes podem também ser recomendados nesses casos.

Vale salientar que, independentemente do agente causador da conjuntivite, a limpeza do olho pode ser feita utilizando uma gaze umedecida com soro fisiológico ou água filtrada ou mineral. Compressas com água gelada também podem ajudar a amenizar os sintomas do problema.

Durante o curso da doença, é importante que o paciente evite coçar os olhos, ambientes muito iluminados, não utilize lentes de contato, lave diariamente toalhas e fronhas, lave com frequência as mãos, e evite contato com outras pessoas a fim de reduzir-se o contágio. Caso queira saber mais como cuidar dessa enfermidade, leia: Cuidados com a conjuntivite.

Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Assuntos relacionados
Dor de Cabeça
Dor de Cabeça
Dor de Cabeça, o que é dor de cabeça, cefaléia tensorial, cefaléia secundária, cefaléia em salvas.
É necessário o uso do aerosol para desprender o muco das paredes dos brônquios.
Bronquite
Bronquite, o que é bronquite, os brônquios, fatores que provocam a bronquite, bronquite aguda, bronquite crônica, tratamento para a bronquite, os sinais da bronquite.
Manifestação da artrite reumática.
Artrite
Artrite, o que é artrite, as artrites que mais se manifestam, a artrite reumatóide, a ossteoartrite, o tratamento para a artrite, tipos de artrite.
Partes da orelha externa, orelha média e orelha interna
Otosclerose
A otosclerose é uma doença que pode causar a surdez total. Clique aqui e conheça os dois tipos dessa doença.
O uso de maquiagem requer bastante cuidado, pois pode desencadear problemas na pele
Consequências do uso de maquiagem vencida
Entenda quais são os riscos do uso de maquiagem vencida e saiba quando você deve descartá-las.
As doenças provocam sintomas específicos e possuem causas definidas
O que são doenças, síndromes e transtornos?
Você sabe a diferença entre doenças, síndromes e transtornos? Clique aqui e aprenda o significado desses termos amplamente utilizados na medicina.
Cuidados com o corpo durante o carnaval
Você sabe quais cuidados com o corpo durante o carnaval todo folião deve ter? Clique aqui e conheça 10 dicas valiosas para aproveitar melhor o carnaval!
A anosmia pode causar sentimentos de frustração e tristeza.
Anosmia
Anosmia: mal causado pelo comprometimento permanente dos receptores de odor.
A criptorquidia é caracterizada pelo não descimento de um ou dos dois testículos.
Criptorquidia
A criptorquidia é uma das doenças de tratamento cirúrgico mais comuns da infância. Confira!
A síndrome das pernas inquietas pode atrapalhar o sono das pessoas acometidas
Síndrome das pernas inquietas
A síndrome das pernas inquietas é caracterizada por movimentos incessantes dos membros inferiores dos acometidos. A síndrome das pernas inquietas ocorre mais em adultos.
O refluxo, quando não tratado, pode causar sérias complicações
Refluxo gastroesofágico
Clique aqui e conheça mais sobre as causa, sintomas e tratamento do refluxo.
Vermelhidão e inchaço típicos do terçol
Terçol
Infecção localizada nas pálpebras, caracterizada por inchaço e vermelhidão.
Piscar é essencial para a saúde dos olhos.
Por que piscamos?
Por que piscamos, a importância de piscar, por que os olhos ardem quando ficamos sem piscar por algum tempo, problemas na região ocular, líquido lacrimal, curiosidades.
Ao piscar, distribuímos de forma uniforme o filme lacrimal
Por que piscamos?
Clique para descobrir por que piscamos e os benefícios que esse ato oferece para a saúde dos nossos olhos!
As lágrimas são produzidas pelas glândulas lacrimais
Importância das lágrimas para os olhos
Entenda o que são as lágrimas e a sua importância para a manutenção da saúde ocular.
Representação do conceito de visão nos dias atuais
Luz e visão
Veja aqui um breve estudo que relaciona a luz à nossa visão e que aborda também os conceitos de visão adotados da Antiguidade até os dias de hoje.
A caxumba é uma infecção viral que apresenta inflamação das glândulas salivares
Infecção, infestação e inflamação
Saiba no que consiste e as diferenças entre infecção, infestação e inflamação.
Estrabismo vertical
Estrabismo
Desalinhamento dos olhos resultante do mau funcionamento do trabalho dos músculos oculares.