Whatsapp icon Whatsapp

Inversão térmica

A inversão térmica é um fenômeno de origem natural, mas tipicamente potencializado pela ação antrópica, que acontece comumente em regiões densamente urbanizadas.
Proximidades de uma indústria liberando gases na atmosfera.
A inversão térmica é caracterizada pela concentração de poluentes próximo à superfície terrestre.

 A inversão térmica é um fenômeno natural, potencializado pela ação antrópica, no qual o ar frio fica retido próximo à superfície terrestre. Esse fenômeno é típico de dias mais frios, especialmente nas grandes cidades, onde há uma concentração de poluentes atmosféricos. No processo de inversão térmica, a camada de ar frio fica bloqueada por uma camada de ar quente, havendo uma acumulação de poluentes na camada mais fria do ar.

Leia também: Enchente — outro fenômeno natural potencializado pela ação antrópica

Resumo sobre inversão térmica

  • É um fenômeno caracterizado pela retenção do ar mais frio próximo à superfície terrestre.

  • Tem origem natural, mas é potencializado pela ação humana, por meio de atividades diversas.

  • Suas causas estão atreladas aos aspectos naturais, como baixas temperaturas, e humanos, como emissão de poluentes.

  • Ocorre por meio da concentração do ar mais frio próximo à superfície terrestre que fica bloqueado por uma camada logo acima formada por ar quente.

  • São consequências suas a perda da qualidade do ar das cidades e o agravamento da poluição atmosférica.

  • Pode ser amenizada por medidas que minimizem a emissão de poluentes e a intervenção antrópica no meio.

O que é inversão térmica?

A inversão térmica é um processo natural caracterizado pela concentração de ar frio nas proximidades da superfície terrestre. Esse ar não consegue romper a barreira formada por ar quente, situado logo acima, dificultando assim a dispersão dos poluentes atmosféricos.

A inversão térmica é um fenômeno de origem natural, tipicamente registrado em dias frios, mas que possui condicionantes humanos importantes, baseados na intervenção antrópica no meio, como a impermeabilização do solo e a emissão de gases poluentes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas da inversão térmica

A inversão térmica é caracterizada pela concentração de ar frio nas proximidades da superfície terrestre. Assim, em termos naturais, as causas desse fenômeno estão atreladas às temperaturas mais baixas do ar, comumente registradas em dias de inverno, que implicam a concentração do ar frio na superfície.

Essa disposição do ar durante a inversão térmica, formada por uma camada fria do ar logo abaixo de uma camada de ar quente, é potencializada pela ação humana no meio. Logo, em termos antrópicos, as causas desse fenômeno estão relacionadas à:

  • emissão de gases poluentes na atmosfera;

  • impermeabilização crescente do solo urbano;

  • construção de edifícios e indústrias de grande porte;

  • expansão da malha viária e do trânsito de veículos;

  • remoção da vegetação nativa, entre outros.

Como ocorre o processo da inversão térmica?

A inversão térmica ocorre predominantemente em dias com temperaturas mais baixas, nos quais o ar mais frio tende a ficar próximo à superfície, favorecido pela ampla presença de objetos e interferências antrópicas no meio.

A camada de ar frio que fica próxima à superfície é, de certo modo, bloqueada por uma camada de ar quente, que, em dias com baixas temperaturas, encontra-se normalmente em maiores altitudes. Assim, há uma grande dificuldade de dispersão de poluentes atmosféricos, que ficam retidos na camada de ar mais fria, tornando o ar urbano mais denso e poluído.

Esse cenário é justamente o contrário do registrado em dias com temperaturas mais quentes, nos quais o ar quente é o que fica mais próximo da superfície, fato que não dificulta a dispersão de poluentes atmosféricos.

Esquema representando a divisão das camadas de ar em dias normais e em dias com inversão térmica.
O esquema acima apresenta a divisão das camadas de ar em dias normais e em dias com inversão térmica.

Quais são as consequências da inversão térmica?

A inversão térmica gera consequências especialmente em relação ao ambiente e à qualidade do ar e da saúde da população, visto que esse fenômeno altera substancialmente a quantidade de poluentes presentes na atmosfera, logo, deixando o ar mais denso e poluído. São consequências da inversão térmica:

  • a degradação ambiental das grandes cidades;

  • o aumento da concentração de poluentes no ar;

  • a perda da qualidade do ar dos centros urbanos;

  • o aumento do registro de doenças respiratórias;

  • a perda da qualidade do ar dos centros urbanos.

Veja também: Chuva ácida — o fenômeno causado pela alta concentração de gases poluentes na atmosfera

Possíveis soluções para a inversão térmica

A inversão térmica é um fenômeno de caráter natural, logo, a sua ocorrência é recorrente. Porém tal fenômeno pode ser minimizado, especialmente, por meio do combate às intervenções antrópicas acentuadas na paisagem urbana. Nesse sentido, destaca-se como possíveis medidas para a atenuação do fenômeno:

  • a construção e/ou manutenção de parques e áreas verdes nas cidades;

  • a diminuição dos processos de impermeabilização do solo urbano;

  • o incentivo ao uso do transporte público em contraponto ao individual;

  • a utilização de fontes de energia menos poluentes ao meio ambiente;

  • o respeito ao plano diretor e ao planejamento urbano das cidades.

Exercícios resolvidos sobre inversão térmica

Questão 1

(Enem 2019)

Particularmente nos dias de inverno, pode ocorrer um rápido resfriamento do solo ou um rápido aquecimento das camadas atmosféricas superiores. O ar quente fica por cima da camada de ar frio, passando a funcionar como um bloqueio, o que impede a formação de correntes de ar (vento). Dessa forma, o ar frio próximo ao solo não sobe porque é o mais denso, e o ar quente que lhe está por cima não desce porque é o menos denso. Nas grandes cidades, esse fenômeno tende a se agravar, uma vez que a expressiva concentração de indústrias e automóveis intensifica o lançamento de poluentes e material particulado na atmosfera, o que torna o ar mais impuro e, por conseguinte, contribui para o aumento de casos de irritação nos olhos e doenças respiratórias.

AYOADE, J. O. Introdução à climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996 (adaptado).

Agravado pela ação antrópica, o fenômeno atmosférico descrito no texto é o(a)

A) efeito estufa.

B) ilha de calor.

C) inversão térmica.

D) ciclone tropical.

E) chuva orográfica.

Resolução:

Alternativa C

A inversão térmica é um fenômeno caracterizado pela concentração de uma camada de ar frio próximo à superfície terrestre. A sua origem é natural, porém tal processo é agravado pela ação antrópica, como a impermeabilização do solo e a emissão de poluentes.

Questão 2

(Uneb 2017) Os fenômenos atmosféricos podem ser considerados como eventos climáticos que ocorrem naturalmente, mas que podem sofrer interferência antrópica. Considerando-se a informação e os conhecimentos sobre os fenômenos atmosféricos que atuam no Brasil e seus efeitos, é correto afirmar:

A) Os ciclones extratropicais, com ventos de até 200 km/h, provocam chuvas intensas, geadas e granizo, e grandes estragos, no verão do centro-sul do Brasil.

B) O fenômeno La Niña traz alguns prejuízos, como a estiagem na Amazônia e precipitações abundantes de neve nas áreas montanhosas das regiões Sudeste e Sul.

C) A influência do El Niño é bastante complexa e envolve, entre outros eventos, o aumento da pluviosidade na Região Norte e o agravamento da seca no sertão nordestino.

D) A influência da friagem em algumas áreas do norte do país é percebida pela queda acentuada da amplitude térmica e pela redução da pluviosidade.

E) As áreas urbano-industriais, durante o inverno, são muito afetadas pela inversão térmica, que dificulta a mistura vertical do ar e impede a dispersão de poluentes, ocasionando a perda da qualidade do ar.

Resolução:

Alternativa E

A inversão térmica é um processo característico de zonas densamente povoadas, especialmente no inverno, quando a concentração de ar frio logo abaixo de uma camada de ar quente impede a dissipação dos poluentes atmosféricos. 

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

Aurora Polar
O que é aurora polar, como se dá a formação da aurora, as características da aurora polar, as relações mitológicas envolvendo a aurora polar.
Bacias Sedimentares
O conceito, a formação, as características e a importância das bacias sedimentares.
Clima urbano
As particularidades do clima urbano e as características gerais dos microclimas das grandes cidades.
Desenvolvimento sustentável
Saiba mais sobre o desenvolvimento sustentável. Entenda a importância desse conceito e veja exemplos de ações que promovem a sustentabilidade.
Impactos ambientais
Saiba o que são impactos ambientais e conheça suas causas e consequências. Veja os principais impactos ambientais registrados no Brasil e no mundo.
Problemas ambientais urbanos
Saiba quais são os principais problemas ambientais registrados no meio urbano. Leia sobre as principais causas e consequências do impacto do homem no meio natural.
Problemas da urbanização
Problemas da urbanização, Quais são os principais problemas da urbanização, Em que países há problemas devido à urbanização, As características dos Problemas da urbanização.
Tipos de chuva
Clique aqui e conheça as características dos diferentes tipos de chuva!
Urbanização
Clique aqui e entenda o que é urbanização e como ocorre esse fenômeno. Veja os tipos de urbanização. Confira como esse processo ocorre no Brasil e no mundo.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos
Nessa aula veremos a condição de existência de um triângulo utilizando um raciocínio lógico e em seguida formalizando esse conhecimento.