Inverno

Inverno é a mais fria entre as quatro estações do ano. Essa estação é caracterizada pela queda das temperaturas e pela ocorrência de noites mais longas e dias mais curtos.
O significado do termo inverno refere-se aos aspectos físicos da estação, como o tempo nublado e frio.
O significado do termo inverno refere-se aos aspectos físicos da estação, como o tempo nublado e frio.

O significado do termo inverno está ligado à ocorrência de um tempo frio. As características dessa estação estão atreladas à variação da insolação que atinge a superfície terrestre, sendo o período invernal notadamente marcado pela diminuição das temperaturas.

O solstício de inverno é o fenômeno astronômico que marca a chegada dessa estação aos diferentes hemisférios do globo. No geral, cada hemisfério, devido as suas condições climáticas, possui elementos distintos que caracterizam o inverno. No Hemisfério Norte, marcado pelo clima Temperado, o inverno é mais rigoroso, sendo recorrente a ocorrência de temperaturas negativas e neve. Já no Hemisfério Sul, onde predomina o clima Tropical, o inverno possui temperaturas mais amenas e tempo mais seco.

No caso do Brasil, no geral, o inverno é uma estação em que ocorre uma queda pontual das temperaturas, assim como a diminuição do volume de chuvas e da umidade relativa do ar. O inverno possui grande importância climática e ambiental. No Brasil, o turismo de inverno é uma importante atividade econômica das regiões serranas do país.

Leia também: Qual é a diferença entre tempo e clima?

Significado de inverno

A palavra inverno tem origem no termo hibernum, palavra do latim que designa tempo frio, chuvoso e invernal. Dessa maneira, o seu significado está atrelado à principal característica do inverno, que é a queda das temperaturas. Ademais, o termo hibernum também está ligado à palavra hibernação, mecanismo adotado por algumas espécies animais como meio de adaptação ao tempo mais frio.

Características no inverno

O inverno é uma das quatro estações do ano. Essa estação acontece logo após o outono e é a estação anterior à primavera. A sua ocorrência, assim como das demais estações do ano, está atrelada ao movimento de translação da Terra assim como à inclinação do eixo terrestre, que são fatores que possibilitam a variação da chegada dos raios solares à superfície do planeta.

No geral, a principal característica do inverno é a queda das temperaturas. A diminuição das médias mensais de temperatura nessa estação é perceptível em todos os tipos climáticos, sendo ainda mais forte nas zonas temperadas e polares do globo. Essa característica é dada em razão da diminuição da insolação, ou seja, da chegada dos raios solares à superfície terrestre durante o inverno. Ademais, pelo mesmo motivo, o inverno apresenta noites mais longas e dias mais curtos.

O inverno não ocorre de maneira simultânea nos dois hemisférios do globo. Sendo assim, apesar das características gerais do inverno, cada hemisfério apresenta elementos próprio dessa estação, em especial, devido a sua localização geográfica e à influência de elementos como a latitude. O tipo climático de cada região também influencia na caracterização do período invernal.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • No Hemisfério Norte

O inverno no Hemisfério Norte ocorre entre os dias 22 de dezembro e 20 de março. Nesse hemisfério, o chamado inverno boreal possui características bem definidas em razão dos tipos climáticos que ocorrem na maior parte dos países situados nessa porção do planeta. A maior parte das terras emersas dessa região possui clima Temperado. Sendo assim, são zonas geográficas marcadas pela divisão bem definida entre as quatro estações do ano, sendo o inverno notadamente a estação mais fria entre as demais.

No Hemisfério Norte, o inverno, no geral, é marcado pela forte atuação de massas de ar polares, que contribuem para a queda brusca da temperatura, assim como pelo aumento da umidade e também de chuvas. O inverno é ainda mais rigoroso nos territórios mais setentrionais do globo, como porções do Canadá, norte da Europa e Rússia, onde predominam temperaturas negativas e alta precipitação de neve.

  • No Hemisfério Sul

O inverno no Hemisfério Sul acontece entre os dias 21 de junho e 23 de setembro. O inverno austral, típico de países localizados no Hemisfério Sul, é caracterizado pela diminuição das temperaturas e da umidade. Contudo, a queda dos registros de temperatura não é tão grande quanto no Hemisfério Norte do globo. A maior parte das terras emersas do Hemisfério Sul está situada em zonas de clima Tropical, que possuem duas estações bem definidas, uma quente e úmida, e outra mais amena e seca.

O inverno se enquadra como o período mais ameno e seco dessas regiões, em razão justamente dos valores de temperatura e umidade, quando comparado às demais estações do ano. A exceção são os países localizados em latitudes mais altas, como a Argentina e o Chile, que, em razão da influência das zonas temperadas e polares, possuem um inverno mais rigoroso, marcado pelo registro de temperaturas negativas e também pela ocorrência de precipitação de neve.

Veja também: Qual a relação entre latitude e clima?

Como é o inverno no Brasil?

O inverno no Brasil, em razão dos aspectos climáticos da estação, tem como principal elemento a queda dos valores médios de temperatura. A maior parte do território brasileiro está situada em uma zona de clima Tropical, com duas estações bem definidas, sendo o inverno marcado pela temperatura diminuta quando comparada às outras estações do ano.

Além disso, o inverno no Brasil é marcadamente uma estação seca, em razão da diminuição do processo de evaporação e, por consequência, da formação de chuvas. Sendo assim, o inverno brasileiro é caracterizado, no geral, pelos baixos índices de umidade. A ocorrência de nevoeiros e geadas também é muito comum durante essa estação, principalmente nos estados localizados no centro–sul do país.

No Brasil, o inverno é geralmente marcado pelo tempo mais frio e seco, sendo que, nas manhãs, é comum a ocorrência de nevoeiros.
No Brasil, o inverno é geralmente marcado pelo tempo mais frio e seco, sendo que, nas manhãs, é comum a ocorrência de nevoeiros.

Os estados das regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil sentem mais as mudanças provocadas pelo inverno, em razão da sua localização, em uma porção mais meridional do território brasileiro. Já nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, as mudanças em termos de temperatura são menos perceptíveis, já que seus estados estão mais próximos da Linha do Equador, que marca o centro da zona tropical do globo.

Por sua vez, a região Sul do Brasil possui características distintas das demais, uma vez que está situada em uma zona de transição entre as zonas climáticas Tropical e Temperada. Os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul estão localizados abaixo do Trópico de Capricórnio, linha imaginária que marca a zona temperada terrestre.

Na porção sulista do território brasileiro, o clima característico é o Subtropical. Dessa maneira, o inverno na região é mais rigoroso, marcado pela forte queda das temperaturas, sendo inclusive comum a ocorrência de temperaturas negativas e de baixa precipitação de neve nas áreas serranas.

O inverno no Brasil é notadamente influenciado pela atuação das massas de ar polar provenientes no extremo sul do planeta, principalmente do continente antártico. A Massa Polar Atlântica (mPa) é a principal responsável pela formação de frentes frias, que atingem com frequência o território brasileiro nos meses de inverno. Essa massa promove a queda brusca da temperatura assim como a ocorrência pontual de chuvas em razão da elevada umidade presente em suas formações de nuvens.

No Norte do Brasil, em estados como Rondônia, Acre e Amazonas, a massa de ar polar é responsável pelo fenômeno da friagem, caracterizado pelo registro de baixas temperaturas, que são incomuns para a região ao longo do ano, já que a porção norte brasileira está situada em uma zona de clima Equatorial.

Solstício de inverno

As estações do ano são marcadas pela ocorrência de dois fenômenos astronômicos, o solstício e o equinócio, que ocorrem em datas distintas ao longo do ano. O equinócio dá origem às estações do ano outono e primavera. Já o solstício indica a entrada do inverno e do verão. Portanto, o solstício de inverno marca a chegada dessa estação aos diferentes hemisférios do globo. O solstício indica a inclinação dos raios solares no limite máximo da superfície esférica terrestre, seja ao norte, seja ao sul do planeta, tendo como base a Linha do Equador.

Sendo assim, quando os raios solares atingem perpendicularmente o Trópico de Capricórnio, tem origem o inverno no Hemisfério Sul, por meio do solstício de inverno nesse hemisfério. Já quando os raios solares chegam de forma perpendicular ao Trópico de Câncer, inicia-se o inverno no Hemisfério Norte, com o solstício de inverno para esse hemisfério. As datas dos solstícios de inverno nos diferentes hemisférios são:

Hemisfério Sul

Hemisfério Norte

Solstício de inverno: 21 de junho

Solstício de inverno: 21 de dezembro

Qual a importância do inverno?

A importância do inverno diz respeito às dinâmicas climáticas e ambientais do planeta. A estação é um período marcado pela transição, no qual as condições adversas de temperatura requerem adaptações para diferentes espécies de animais e plantas. Os animais, por exemplo, utilizam estratégias como a migração e a hibernação para se protegerem da queda das temperaturas. Já as plantas, em especial as de clima Temperado, perdem suas folhas e passam por um processo de renovação vegetal.

O inverno também é importante para determinadas culturas agrícolas, como a fruticultura de espécies como ameixa, maçã e uva, que são frutas de zonas temperadas que necessitam de condições mais frias ao longo do ano para se desenvolverem e frutificarem. O mesmo ocorre com algumas lavouras, como trigo e cevada, típicas de clima mais frio. Já nas zonas tropicais, o inverno no campo é o momento de fortalecer o solo e aumentar a irrigação, em razão da diminuição dos volumes de chuva.

Ademais, o inverno detém uma grande importância econômica em razão do chamado turismo de inverno. Esse tipo de turismo é um importante ramo do setor de serviços, inclusive no Brasil, em regiões como a serra Gaúcha e Catarinense e a serra da Mantiqueira.

Em municípios como Gramado (RS) e Campos do Jordão (SP), o turismo durante o inverno é muito forte, em razão das condições climáticas dessa estação, ainda mais perceptíveis nas regiões serranas do Brasil. A chegada da estação é sinônimo de geração de renda para hotéis, restaurantes, parques e demais centros de lazer dessas localidades.

Nas cidades serranas do centro–sul brasileiro, como Campos do Jordão (SP), o turismo de inverno é uma atividade econômica importante. [1]
Nas cidades serranas do centro–sul brasileiro, como Campos do Jordão (SP), o turismo de inverno é uma atividade econômica importante. [1]

Exercícios resolvidos

Questão 1 - (Enem 2017) Sabe-se que a posição em que o Sol nasce ou se põe no horizonte muda de acordo com a estação do ano. Olhando em direção ao poente, por exemplo, para um observador no Hemisfério Sul, o Sol se põe mais à direita no inverno do que no verão.

O fenômeno descrito deve-se à combinação de dois fatores: a inclinação do eixo de rotação terrestre e a

A) precessão do periélio terrestre.

B) translação da Terra em torno do Sol.

C) nutação do eixo de rotação da Terra.

D) precessão do eixo de rotação da Terra.

E) rotação da Terra em torno de seu próprio eixo.

Resolução

Alternativa B. A inclinação do eixo terrestre e o movimento de translação são os dois fatores que resultam na ocorrência das estações do ano, entre elas o inverno. Esses dois aspectos resultam na diferença de insolação da superfície do planeta, temporal e espacialmente. Dessa maneira, essa diferenciação do alcance dos raios solares ao longo do ano, e também às diferentes faixas latitudinais, ocasiona as quatro estações.

Questão 2 - (Famerp 2017) Sistemas frontais e anticiclones conseguem deslocar-se meridionalmente e atingir latitudes muito baixas, ultrapassando, inclusive, a Linha do Equador. Suas consequências são localmente conhecidas como “friagens”.

(Marcelo E. Seluchi. “Geadas e friagens”. In: Iracema F. A. Cavalcanti et al (org). Tempo e clima no Brasil, 2009. Adaptado.)

As friagens são caracterizadas pela ação da

A) massa polar do pacífico.

B) frente fria atlântica.

C) massa polar atlântica.

D) massa tropical atlântica.

E) frente fria andina.

Resolução

Alternativa C. A Massa Polar Atlântica (mPa) é a responsável pelo fenômeno da friagem. Essa massa de ar provoca a queda brusca de temperatura em zonas tropicais e equatoriais do Brasil durante o inverno, principalmente nos estados da região Norte do país.

Crédito da imagem

[1] Leonidas Santana / Shutterstock

Publicado por Mateus Campos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

As estações do ano representam quatro diferentes períodos ao longo de um ano.
Estações do ano
Estações do ano representam quatro subdivisões dos períodos do ano: verão, outono, inverno e primavera. Cada uma apresenta um padrão climático e características específicas de cada região, ocorrendo de maneira heterogênea nos Hemisférios Sul e Norte. Leia este texto e conheça as particularidades de cada estação do ano.
Outono
Clique e veja características do outono. Entenda também o que é um equinócio, quando ele ocorre e por que o outono é chamado de estação das frutas.
A primavera é a estação do ano conhecida como estação das flores.
Primavera
A primavera acontece na mesma época do ano no hemisfério Norte e Sul? Saiba a resposta para essa e outras perguntas lendo nosso texto sobre a estação da primavera.
Solstício e equinócio são fenômenos astronômicos que marcam o início das estações do ano.
Solstício e equinócio
Solstício e equinócio, fenômenos astronômicos que marcam o início das estações do ano, relacionam-se com o movimento aparente do Sol, que interfere na quantidade de radiação solar recebida pela Terra. Saiba as principais características desses fenômenos, quando ocorrem e qual a relação entre eles e as estações do ano.
Verão
Conheça mais sobre o verão. Saiba quais são suas principais características e quando se inicia nos dois hemisférios. Descubra também o que é horário de verão.
video icon
História
Olympe de Gouges (1748-1793)
Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco da história de Olympe de Gouges (1748-1793), que se destacou por escrever a Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã durante a Revolução Francesa. Confira também no nosso canal outras informações sobre a história das mulheres.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Guia de Profissões
Publicidade e Propaganda
Que tal conhecer um pouco mais sobre as funções de um publicitário?
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Português
Preposições
Vamos aprender mais sobre essa classe conectiva de termos?