Whatsapp icon Whatsapp

Urbanização

A urbanização é um fenômeno socioespacial caracterizado pelo crescimento da população urbana e a expansão do urbano. Industrialização e êxodo rural são suas principais causas.
Vista dos edifícios de uma cidade em alusão à urbanização.
O crescimento populacional das cidades e a ampliação do espaço urbano caracterizam o processo de urbanização.[1]

A urbanização é o processo de crescimento populacional das cidades e de expansão do tecido urbano promovido pelo êxodo rural e por fatores como a industrialização. No mundo, a urbanização ganhou forças com a Revolução Industrial do século XVIII, que teve lugar na Inglaterra. Com o passar do tempo, o fenômeno passou a acontecer nos países hoje tidos como desenvolvidos de forma lenta e ordenada. Nos países emergentes, em contrapartida, a urbanização se intensificou a partir da segunda metade do século XX, e transcorreu rápida e desordenadamente.

O processo de urbanização brasileiro seguiu o mesmo padrão dos países emergentes, e foi motivado pelas transformações no campo e pelo avanço do número de indústrias no país. Com a rápida ampliação do espaço urbano brasileiro, apareceram problemas como o inchaço urbano, a segregação socioespacial, o aumento da pobreza, o desemprego, o aumento da violência urbana e a degradação do meio ambiente urbano, especialmente do ar e dos recursos hídricos.

Leia também: Como se deu a urbanização do território brasileiro?

Resumo sobre urbanização

  • Urbanização é o fenômeno de crescimento populacional das cidades, em detrimento da população do campo, e de ampliação do espaço urbano.

  • A industrialização e o êxodo rural são as duas principais causas da urbanização.

  • A urbanização não acontece da mesma maneira em todos os países, diferindo-se entre os países desenvolvidos (lenta e ordenada) e os países emergentes (rápida e desordenada).

  • Pode ser do tipo integrada, quando a infraestrutura urbana acompanha o crescimento populacional, ou desintegrada, quando na infraestrutura não comporta as novas demandas da cidade.

  • A história da urbanização no mundo começou com a Revolução Industrial, ainda no século XVIII, quando as cidades passaram a concentrar as atividades econômicas.

  • No Brasil, a urbanização foi impulsionada pela industrialização tardia e pelas transformações engendradas no campo pela Revolução Verde, a partir da segunda metade do século XX.

  • O processo de urbanização, a depender de como ocorreu, pode resultar na ampliação da pobreza e da segregação socioespacial nas cidades, na favelização, no crescimento do desemprego e da violência e na poluição dos solos, da água e principalmente do ar.

Videoaula sobre urbanização

O que é urbanização?

Urbanização é o nome dado ao processo de crescimento populacional das cidades e expansão do tecido urbano, o que resulta na ampliação da área física ocupada por esse tipo de arranjo espacial. Assim sendo, temos que a urbanização é um fenômeno socioespacial que promove alterações no ordenamento das cidades e transforma as dinâmicas que acontecem no interior do espaço urbano e entre ele e seus arredores.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas da urbanização

A urbanização acontece de formas distintas entre os países desenvolvidos e os países emergentes. O que as diferencia, além do processo em si, são as causas que motivam a expansão do espaço urbano e o crescimento populacional das cidades. Levando em consideração o fenômeno da urbanização como um todo, podemos apontar como suas causas:

  • A industrialização das cidades e a ampliação da oferta de emprego nos centros urbanos, atraindo um grande contingente populacional.

  • A maior oferta de serviços para a população que é encontrada nas cidades, especialmente na área de saúde (hospitais, centros especializados, unidades de saúde) e na de educação (escolas, faculdades, universidades).

  • A modernização da produção agrícola, o que resulta na perda de postos de trabalho no meio rural e obriga os trabalhadores a migrarem para a cidade (êxodo rural) em busca de oportunidades.

  • Junto da modernização do campo, existe o processo de concentração de terras, que acaba por “expulsar” pequenos e médios produtores agrícolas da zona rural (êxodo rural). Esses produtores se mudam para a cidade em busca de moradia e de trabalho.

Veja também: Quais problemas ambientais mais afetam o espaço urbano?

Características da urbanização

As características da urbanização são distintas em países desenvolvidos e em países emergentes e subdesenvolvidos, o que se deve principalmente aos fatores que desencadearam o processo. O que podemos afirmar, portanto, é que a urbanização é um fenômeno que não ocorre de maneira homogênea nos diferentes territórios, e depende dos elementos inerentes ao espaço e às dinâmicas que nele acontecem, em especial as dinâmicas econômicas.

  • Urbanização em países desenvolvidos: aconteceu de forma lenta, seguindo o ritmo de desenvolvimento industrial que ocorreu gradativamente nesses territórios. Na maioria das nações desenvolvidas, a ampliação do espaço urbano se deu de maneira planejada, o que permitiu a adequação da rede de infraestrutura ao novo contingente populacional e oferta de melhor qualidade de vida para a população.

  • Urbanização em países emergentes: aconteceu de forma rápida e acelerada a partir da segunda metade do século XX, em conjunto com a industrialização tardia desses territórios e com as transformações que se deram no meio rural a partir da Revolução Verde. A urbanização é caracterizada como desordenada nesse caso, uma vez que não houve planejamento. Com isso, a infraestrutura urbana não foi preparada para receber o novo aporte de população, o que gera problemas, que vemos hoje, como a falta de moradias, a ausência de saneamento básico e outras consequências que abordaremos adiante.

Quais são os tipos de urbanização?

  • Urbanização integrada: processo de crescimento do espaço e da população urbana em conjunto com a infraestrutura física, comportando a nova demanda por serviços e por moradia. Esse tipo de urbanização é característico dos países desenvolvidos.

  • Urbanização desintegrada: chamada também de urbanização anormal, é o processo em que o crescimento do espaço e da população urbana não acontece em conjunto com a infraestrutura e resulta em uma série de problemas típicos, como o inchaço urbano. Esse tipo de urbanização é característico de países emergentes.

História da urbanização

Entende-se por urbanização a ampliação do espaço urbano e da população urbana, em detrimento do espaço e da população rural. Muito embora a história das cidades tenha tido início ainda com as civilizações da Antiguidade, a urbanização é um fenômeno muito mais recente.

A maneira como as populações passaram a interagir com o meio e a modificar o espaço em que vivem se transformou definitivamente com surgimento do capitalismo industrial. Com isso, a cidade ganhou novas funções, tornando-se o principal centro econômico e de vivência nos países industrializados. Nesse sentido, a Revolução Industrial, que data do século XVIII e teve início na Inglaterra, foi o principal marco histórico da urbanização em escala mundial.

Pintura de antigas fábricas à beira de um lago, em textos sobre urbanização.
A história da urbanização está intimamente ligada à Revolução Industrial e à industrialização.

A instalação de plantas industriais nas cidades atraiu um grande contingente populacional para os centros urbanos em busca de trabalho, promovendo o esvaziamento do campo por meio do fenômeno que conhecemos como êxodo rural. Com isso, cresceram as áreas construídas e ampliaram-se as redes de infraestrutura, notadamente de transportes, o que caracteriza o processo de urbanização. Algumas das cidades industriais que datam desse período são Londres e Manchester.

Por conta da maneira como esses centros cresceram, problemas urbanos, como a poluição intensa e as moradias precárias, acabaram surgindo nessas primeiras cidades industriais europeias. A solução, a partir do século XIX, foi o planejamento do processo de ampliação do espaço urbano aliado ao desenvolvimento econômico das cidades.

Como é o processo de urbanização

O processo de urbanização consiste em dois fenômenos simultâneos:

  • Crescimento da população que vive nas cidades e diminuição da população que vive no campo. Esse movimento de aumento da população urbana acontece por meio do êxodo rural. Com isso, diz-se que um território é urbanizado quando mais de 50% da sua população vivem na zona urbana.

  • Ampliação do tecido urbano, que diz respeito à ampliação da área física das cidades e dos elementos da infraestrutura urbana. Justamente por conta desse aumento, é possível, em muitos casos, observar a junção entre duas áreas urbanas adjacentes.

Vantagens e desvantagens da urbanização

Vantagens da urbanização

Desvantagens da urbanização

Concentração de todos (ou da maioria) dos serviços básicos para a população em um mesmo lugar.

Falta de amplo acesso a serviços básicos, especialmente em cidades de urbanização desintegrada.

Maior oferta de oportunidades de trabalho em diferentes setores e áreas de atuação.

Aumento da informalidade e da terceirização por conta da baixa qualificação profissional e ausência de vagas destinadas a essas pessoas.

Concentração de infraestrutura de transporte e de telecomunicações, o que facilita os deslocamentos e as trocas.

Trânsito intenso, especialmente em horário de pico, causando congestionamentos e lentidão.

Opções variadas de lazer e de atividades extras para a população.

Ausência de moradia para todos, o que faz crescer as ocupações ilegais e condiciona o processo de favelização.

Urbanização brasileira

As vilas e as pequenas cidades são parte do território brasileiro desde o início da colonização. Algumas das cidades hoje existentes, como é o caso de São Vicente (SP) e de Salvador (BA), têm fundações que datam do século XVI. No entanto, como vimos, não podemos falar em urbanização nesse período.

O processo de crescimento das cidades e a ampliação do tecido urbano brasileiro foram impulsionados pelo avanço da industrialização a partir das décadas de 1940 e 1950, quando a população vivendo em cidades era, ainda, de apenas um terço do total. Durante o período mencionado, as redes de transporte passaram por um processo de ampliação, ao mesmo tempo que o número de fábricas no território nacional crescia exponencialmente.

Para além da industrialização, o êxodo rural foi outra causa fundamental do crescimento das cidades. Por trás desse movimento migratório, estava a modernização do campo, que levou à adoção de maquinários para a execução de muitos processos agrícolas, resultando em perda de postos de trabalho; e também o aumento da concentração fundiária. Assim, pequenos proprietários de terra e trabalhadores rurais deixaram o campo e foram para as cidades em busca de melhores condições de vida.

A partir da década de 1970, a população urbana brasileira já era maior do que a rural, e correspondia a 55% dos habitantes do país. Pode-se dizer, então, que o Brasil se tornou um país urbanizado. Sabe-se que atualmente mais de 87% da população brasileira vivem em cidades, dentre as quais se destaca São Paulo, com mais de 11 milhões de habitantes.

No entanto, é preciso pontuar que, por conta do processo rápido e desordenado, a urbanização brasileira gerou uma série de problemas para aqueles que vivem nesses espaços, como a falta de moradia adequada para todos, o que leva à favelização, à falta de acesso a serviços essenciais, à intensificação da poluição do ar e dos solos e a outros problemas que listaremos adiante.

Favela em texto sobre urbanização.
O processo de urbanização desintegrada no Brasil gerou problemas urbanos como o inchaço e a favelização.

Urbanização no mundo

As cidades sempre fizeram parte da organização socioespacial de populações da Antiguidade. No entanto, a urbanização propriamente dita teve início com a Revolução Industrial do século XVIII, como vimos anteriormente. Os primeiros centros urbanos que surgiram na Inglaterra, por conta da ausência de maior planejamento e de redes de infraestrutura adequadas, apresentaram uma série de problemas, como um grande número de moradias precárias, a poluição de corpos hídricos e do ar, a proliferação de doenças e a falta de saneamento.

Como solução para esses problemas, o planejamento urbano surgiu para antecipar todas as demandas que surgem em um centro urbano em expansão, possibilitando o surgimento de cidades que ofereçam maior qualidade de vida para seus habitantes. O modelo de urbanização que se instalou a partir do século XIX, ao menos em países desenvolvidos, resultou em um processo lento, mas programado de desenvolvimento dos centros urbanos.

A atual taxa de urbanização do mundo é de 57,3%, de acordo com o World Factbook. Para além dos pequenos países insulares e de cidades-Estado como Mônaco e Vaticano, que apresentam urbanização total de seus territórios, destacam-se as taxas de urbanização de Kuwait, Singapura, Qatar, Bélgica e San Marino, que são superiores a 99%.

Em se tratando das áreas urbanizadas propriamente ditas, as maiores aglomerações urbanas do mundo se concentram nas seguintes localidades:

  • Tóquio (Japão), com 37,4 milhões de habitantes;

  • Déli (Índia), com 28,5 milhões de habitantes;

  • Xangai (China), com 25,5 milhões de habitantes;

  • São Paulo (Brasil), com 21,6 milhões de habitantes;

  • Cidade do México (México), com 21,5 milhões de habitantes.

Saiba mais: Quais são as 20 cidades mais populosas do mundo?

Consequências da urbanização

Nuvem de poeira sobre uma cidade em texto sobre urbanização.
A poluição atmosférica é um dos problemas decorrentes da urbanização.

Algumas das consequências da urbanização que acontece sem planejamento, observadas tanto em pequenas cidades quanto nas cidades médias e nos grandes centros urbanos, são as seguintes:

  • A continuidade da expansão do tecido urbano resulta na conurbação, o que origina aglomerações urbanas, megalópoles e outros ordenamentos espaciais classificados de acordo com a hierarquia urbana local.

  • A ausência de moradia para toda a população que chega aos centros urbanos resulta no crescimento da periferia das cidades e da ocupação de encostas de morros e outras áreas irregulares, levando à favelização.

  • Ampliação da pobreza urbana e da segregação socioespacial nos centros urbanos.

  • Gentrificação do centro, o que intensifica o problema da segregação e promove a expulsão das camadas mais pobres da população para regiões mais distantes das cidades.

  • Desemprego e precarização do trabalho, com aumento dos trabalhadores informais.

  • Crescimento nos casos de violência urbana.

  • Trânsito caótico e intenso, com engarrafamentos em horários de pico.

  • Falta de acesso às redes de transporte coletivo e de infraestrutura básica, como saneamento.

  • Degradação da qualidade do ar, do solo e dos corpos hídricos por conta da poluição, o que prejudica a vida cotidiana dos moradores das cidades.

Urbanização no Enem

A urbanização é um tema muito importante das Ciências Humanas por abranger questões históricas, econômicas e socioespaciais. Por conta disso, aparece com bastante frequência nas provas do Enem, que aborda tanto a urbanização mundial quanto a urbanização brasileira. Para além disso, a problemática da urbanização está diretamente relacionada com outros temas, como meio ambiente, globalização, geografia agrária e economia, e pode ser cobrada de diferentes maneiras.

A seguir, veja duas questões sobre a urbanização que foram cobradas recentemente no exame.

Questão 1 (Enem 2022) Macrocefalia urbana pode ser entendida como a massiva concentração das atividades econômicas em algumas metrópoles que propicia o desencadeamento de processos descompassados: redirecionamento e convergência de fluxos migratórios, déficit no número de empregos, ocupação desordenada de determinadas regiões da cidade e estigmatização de estratos sociais, que comprometem substancialmente a segurança pública urbana.

SANTOS, M. O espaço dividido: Os dois circuitos da economia urbana dos países subdesenvolvidos. São Paulo; Edusp, 2004.

O processo de concentração espacial apresentado foi estimulado por qual fato geográfico?

a) Limitação da área ocupada.

b) Êxodo da população do campo.

c) Ampliação do risco habitacional.

d) Deficiência do transporte alternativo.

e) Crescimento da taxa de fecundidade.

Resolução: Alternativa B. A concentração espacial citada no texto é estimulada por fatos como a migração definitiva de pessoas do campo para a cidade, processo conhecido como êxodo rural.

Questão 2 (Enem 2020) A expansão das cidades e a formação das aglomerações urbanas no Brasil foram marcadas pela produção industrial e pela consolidação das metrópoles como locais de seu desenvolvimento. Na segunda metade do século XX, as metrópoles brasileiras estenderam-se por áreas de ocupação contínua, configurando densas regiões urbanizadas.

MOURA, R. Arranjos urbano-regionais no Brasil: especificidades e reprodução de padrões. Disponível em: www.ub.edu. Acesso em: 11 fev. 2015.

O resultado do processo geográfico descrito foi o(a):

a) valorização da escala local.

b) crescimento das áreas periféricas.

c) densificação do transporte ferroviário.

d) predomínio do planejamento estadual.

e) inibição de consórcios intermunicipais.

Resolução: Alternativa B. O adensamento das áreas urbanizadas, que levou à conurbação (junção de duas ou mais áreas urbanizadas), resultou no crescimento das áreas periféricas das grandes cidades brasileiras.

Créditos da imagem

[1]pauloalberto82/ Shutterstock

Fontes

LUCCI, Elian Alabi. Território e sociedade no mundo globalizado: ensino médio, 3. São Paulo: Saraiva, 2016. 3 ed. 281p.

MOREIRA, Igor. O Espaço Geográfico: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo, SP: Editora Ática, 2004. 47ª edição, 3ª reimp. 455p.

ROSS, Jurandyr L. Sanches. (Org.). Geografia do Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2019. 6 ed. 3 reimp. (Didática; 3).

Publicado por Paloma Guitarrara
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

A urbanização europeia
Clique aqui e entenda como ocorreu o processo da urbanização europeia!
As Primeiras Cidades
O surgimento dos primeiros núcleos urbanos no Brasil.
Cidades Mundiais
Cidades Mundiais, O que são Cidades Mundiais, Onde estão localizadas as Cidades Mundiais, Quais as características das Cidades Mundiais, Quais as funções das Cidades Mundiais.
Clima urbano
As particularidades do clima urbano e as características gerais dos microclimas das grandes cidades.
Espaço urbano brasileiro
Conheça as principais características do espaço urbano brasileiro, marcado pela desigualdade em termos populacionais, econômicos e estruturais.
Favelização
Saiba mais sobre a origem do processo de favelização e entenda suas principais causas e consequências. Veja também como se deu o processo de favelização no Brasil.
Hierarquia urbana
Confira o perfil da hierarquia urbana conhecendo os principais tipos de metrópoles e centros urbanos do Brasil e do mundo.
Industrialização do Mundo
O conceito de industrialização, suas etapas e o seu papel nas transformações no espaço geográfico.
Industrialização e urbanização
Você sabia que há uma ampla relação entre a industrialização e a urbanização? Entenda a influência entre a atividade industrial e a vida nas cidades.
Megalópoles
Descubra o conceito de megalópole e entenda por que esse conceito vai muito além de uma simples junção de grandes cidades.
Metropolização e desmetropolização no Brasil
As causas e os efeitos dos processos de Metropolização e Desmetropolização no Brasil.
Metrópole
Saiba quais são as principais características das metrópoles. Leia mais sobre os tipos existentes dessas formações urbanas. Veja quais são as metrópoles brasileiras.
Problemas ambientais urbanos
Saiba quais são os principais problemas ambientais registrados no meio urbano. Leia sobre as principais causas e consequências do impacto do homem no meio natural.
Problemas da urbanização
Problemas da urbanização, Quais são os principais problemas da urbanização, Em que países há problemas devido à urbanização, As características dos Problemas da urbanização.
Rede Urbana
O conceito e as funcionalidades da rede urbana no mundo.
Revolução Industrial
Clique e acesse este texto para saber mais a respeito da Revolução Industrial. Entenda por que ela se iniciou na Inglaterra e conheça suas fases e consequências.
Segregação Residencial
Clique aqui e entenda como ocorre o processo de segregação residencial.
Urbanização brasileira
Clique aqui, saiba quais são as principais características da urbanização brasileira e conheça as causas e as consequências desse processo.
Urbanização no mundo subdesenvolvido
O processo de urbanização do mundo subdesenvolvido, suas características e consequências.
Êxodo rural
Clique aqui, saiba quais são as causas e as consequências do êxodo rural e conheça suas principais características.
video icon
"Matemática do Zero | Terno Pitagórico" escrito sobre fundo azul
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Terno Pitagórico
Nessa aula veremos que o terno pitagórico são os triângulos retângulos que possuem as medidas dos lados sendo números inteiros. A ideia dos ternos pitagóricos é facilitar a resolução de questões e diminuir os cálculos aplicando semelhança de triângulos.