Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História da América
  3. Destino Manifesto

Destino Manifesto

Após conquistar a sua independência, os Estados Unidos vivenciou os desafios vividos pela autonomia através de um grande processo de expansão territorial. Já em 1803, o governo dos EUA duplicou suas dimensões territoriais ao adquirir as terras da Louisiana, que pertenciam à França. Décadas mais tarde, em 1846, o Óregon é negociado junto aos ingleses. Logo em seguida, um conflito contra o México garantiu mais terras ao sul.

Analisando superficialmente, podemos dizer que esse rápido crescimento se dava conforme os interesses pela expansão econômica do país se avolumavam. Não por acaso, toda essa euforia foi responsável pela atração de um grande número de imigrantes provenientes da França, Grã-Bretanha, Escandinávia, Países Baixos e de outras regiões do leste Europeu. Em geral, essas famílias chegavam até aqui com a expectativa de conseguirem um lote de terras ou atuarem como operários nas indústrias.

Extrapolando as razões de natureza econômica, podemos observar que a expansão norte-americana também foi justificada pelos valores disseminados pela doutrina do Destino Manifesto. Segundo tal ideologia, os estadunidenses comporiam um grupo de pessoas eleitas por Deus para promoverem o desenvolvimento e a formação da mais importante nação de todos os tempos.

Comparativamente, podemos ver que o Destino Manifesto oferecia sentimentos de ambição e autoconfiança,bastante semelhantes aos que os ideólogos do neocolonialismo, nessa mesma época, empregavam para explicar a dominação de regiões na África e na Ásia. No campo das artes, podemos ver que muitos pintores e poetas norte-americanos elaboravam paisagens naturais grandiosas, em que o homem estadunidense se lançava ao desafio da conquista.

Historicamente, o Destino Manifesto acabou por justificar a tomada dos territórios mexicanos e o processo de perseguição e extermínio de várias comunidades indígenas. Externamente, esse mesmo sentimento de ganho e liderança também foi um dos sustentáculos que explicavam a intervenção política e militar dos Estados Unidos em outras nações do continente americano.

Por fim, observamos que essa doutrina não se encaixava somente com os interesses econômicos da nação norte-americana. Sendo colonizada originalmente por cristãos puritanos, a nação americana tinha nessa doutrina, uma renovação de narrativas bíblicas em que um “povo eleito” saía em busca de sua “terra prometida”. De tal forma, vemos que a expansão das fronteiras acabava materializando um universo de valores culturalmente desenvolvidos ao longo do tempo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Mestre em História

Destino Manifesto: uma das mais importantes doutrinas de toda a cultura norte-americana.
Destino Manifesto: uma das mais importantes doutrinas de toda a cultura norte-americana.
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Assuntos relacionados
Revolução Mexicana de 1910: Emiliano Zapata e os camponeses
Revolução Mexicana de 1910
Saiba mais sobre a Revolução Mexicana (um movimento que reivindicava a reforma agrária no México) e os seus líderes camponeses, Emiliano Zapata e Pancho Villa.
Ilustração das diligências atacadas por indígenas americanos durante a “marcha para o oeste”
Estados Unidos no século XIX
Clique aqui e conheça os principais eventos que caracterizaram a história dos Estados Unidos durante o século XIX.
A ação dos espanhóis sobre a população indígena.
Colonização Espanhola
Colonização da América, América espanhola, Vice-reinados, sistema de porto único, capitanias, chapetones, criollos, índios, escravos, invasões napoleônicas, mita encomienda, independência da América espanhola.
A ação dos caudilhos demonstra a fragilidade das instituições políticas na América.
Caudilhismo
A experiência que marca o desenvolvimento político da América Hispânica.
O Muralismo se transformou na arte revolucionária durante a Revolução Mexicana
Muralismo e Revolução Mexicana
Venha conhecer como os muralistas expressavam sua arte revolucionária em muros, durante a Revolução Mexicana de 1910, levando à população mensagens de luta e reivindicação.
Fernão de Magalhães, apesar de idealizar a volta ao mundo, morreu durante a expedição, não conseguindo chegar a seu destino
Fernão de Magalhães e a volta ao mundo
Conheça mais sobre a viagem de Fernão de Magalhães e a primeira circum-navegação do globo.
John F. Kennedy idealizou a Aliança para o Progresso como forma de conter o avanço soviético no continente americano.*
Aliança para o Progresso e o anticomunismo
Conheça a Aliança Para o Progresso, o projeto dos EUA para conter a ameaça comunista na América Latina.