França

A França é um país localizado no continente europeu e que possui extensões do seu território conhecidas como regiões ou departamentos ultramarinos em outras partes do mundo. É um dos maiores e mais populosos países da Europa, com uma economia dinâmica liderada pela indústria e pelos serviços, setor em que se destaca o turismo. O território francês é dotado de uma extensa malha ferroviária e conta com um sistema moderno de transportes e comunicação. Pode ser considerado um dos principais centros culturais do mundo.

Leia também: Organização do espaço geográfico europeu – características e desenvolvimento

Dados gerais da França

  • Nome oficial: República Francesa (République Française)

  • Gentílico: francês/francesa

  • Extensão territorial: 675.417 km2

  • Localização: Europa

  • Capital: Paris

  • Clima: predomínio do clima temperado oceânico, com temperaturas médias anuais que variam de 10 ºC a 15 ºC e precipitações moderadas (entre 500 mm e 1500 mm) ao longo do ano.

  • Governo: república democrática semipresidencialista, com um primeiro-ministro indicado pelo presidente francês.

  • Divisão administrativa: 13 regiões administrativas (atualizadas em 2014|1|) no território francês ou França metropolitana, cada uma delas divididas em departamentos. A França possui, ainda, cinco departamentos ultramarinos (depártements/régions d’outre-mer), são eles:

- Guadalupe

- Martinica

- Guiana Francesa

- Ilhas da Reunião

- Maiote

  • Idioma: francês (oficial) e idiomas regionais, entre os quais basco, bretão, catalão.

  • Religiões:

- cristã (47% da população, sendo 41% católicos, 2% protestantes, 2% ortodoxos e 2% de outras denominações)

- Muçulmana (5%)

- Judeus (1%)

- Budistas (1%)

- outras (5%)

- sem identificação ou afiliação religiosa (40%) (Set. 2019)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • População: 67.059.887 habitantes (2019)

  • Densidade demográfica: 99,2 hab./km2

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,891

  • Moeda: Euro ()

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 2,716 trilhões

  • PIB per capita: US$ 40.493

  • Gini: 0,361

  • Fuso horário: horário de Greenwich acrescido de 1 hora (GMT +1)

  • Relações exteriores:

- União Europeia

- OTAN

- G7

- G20

- OCDE

- OMC

- ONU

- Organização Internacional da Francofonia (OIF)

- União Latina

- Secretariado da Comunidade do Pacífico (SCP)

Bandeira da França

A bandeira francesa é composta por três faixas proporcionais dispostas na vertical nas cores azul, branca e vermelha, nessa mesma ordem. Em razão disso, é comumente chamada de “bandeira tricolor” (drapeau tricolore).

Bandeira da França, conhecida também, em francês, como “bleu, blanc, rouge” ou “azul, branca, vermelha”.
Bandeira da França, conhecida também, em francês, como “bleu, blanc, rouge” ou “azul, branca, vermelha”.

O símbolo nacional foi assim estabelecido na Convenção Nacional, realizada em 1794, precisamente em 15 de fevereiro. Nesse período, a França estava imersa na Revolução Francesa, que durou até 1799. As cores da bandeira da francesa representam a cidade de Paris (azul e vermelho) e a realeza (branca).

Veja também: Qual a história por trás da Bandeira do Brasil?

Mapa da França

A França está localizada no Hemisfério Norte, na porção ocidental da Europa. Posiciona-se entre o Trópico de Câncer e o Círculo Polar Ártico. Faz divisa:

Mapa da França
Mapa da França

A França é banhada pelo oceano Atlântico na sua costa oeste e noroeste, onde é separada do Reino Unido pelo Canal da Mancha ou La Manche, no francês. No litoral sudeste, o território francês é banhado pelo mar Mediterrâneo, área em que se forma o Golfo de Lion (ou Golfo de Leão).

Geografia da França

O território francês se estende por uma superfície de 675.417 km2 e agrega características tanto da região norte da Europa quanto da sua porção mediterrânea, refletidas na sua geomorfologia e distribuição climática, conforme descreve a enciclopédia Larousse. A seguir destacamos alguns dos principais aspectos naturais da França, como relevo, clima, vegetação e hidrografia.

  • Relevo da França

A geomorfologia da França é marcada por altitudes que variam de baixas a médias na maior parte do seu território, concentrando áreas mais acidentadas e de altitudes que ultrapassam os mil metros nas porções sul e sudeste.

O relevo francês é dividido em dois domínios principais. O primeiro deles corresponde às formações mais antigas do território e, por essa razão, expostas por um longo período aos agentes intempéricos.

Localizadas a oeste e na porção central no território da França, há nessas áreas o predomínio de planícies e bacias sedimentares de onde se originam rios como o Sena e o Loire. Tal domínio compreende a principal bacia de sedimentação do país, a Bacia de Paris, localizada na porção central do território. Nas adjacências das bacias, funcionando como uma área de transição para as faixas estreitas elevadas, está o Maciço Central.

Ao sudeste encontram-se as áreas mais jovens do terreno, e por isso a região é caracterizada por um relevo intensamente acidentado, com a presença de cadeias montanhosas nas faixas fronteiriças da França com outros territórios. São elas:

  • os Pirineus, a sudoeste, fazendo divisa com a Espanha;

  • os Alpes, na fronteira com a Suíça, onde está o Monte Branco (Mont Blanc), pico mais elevado da França, com 4810 metros.

  • Clima da França

A distribuição dos tipos de clima na França sofre intensa influência da maritimidade, tendo-se em vista o seu posicionamento entre o mar Mediterrâneo e o oceano Atlântico. Além disso, a latitude é outro fator climático determinante para sua estratificação climática, sendo predominante o clima temperado oceânico.

Tal clima é caracterizado por estações do ano bem definidas, temperaturas amenas que ficam na faixa dos 10 ºC aos 15 ºC, podendo superar os 30 ºC nos meses mais quentes. Quando sob influência da massa de ar polar advinda do norte, as mínimas podem cair para 0 ºC. No verão, massas quentes oriundas do continente africano elevam as temperaturas no sul do país. A precipitação média anual fica entre 500 mm e 1500 mm, variando de acordo com a região e sua subdivisão climática.

Acesse também: Qual é a diferença entre tempo e clima?

  • Vegetação da França

A composição da flora dá-se de acordo com a distribuição de climas sobre o território da França. A presença de pinheiros e outras espécies de coníferas é bastante comum no país europeu, sobretudo como florestas. Espécies como abetos, faias, carvalhos e castanheiras dividem-se por entre as diferentes regiões francesas.

Em determinados locais, como no sul e sudeste do país, são encontradas espécies adaptadas a estações mais secas, como alfazema, urze, carvalho-sempre-verde, para citar algumas. Em áreas de clima mediterrâneo, há a presença também de outros cultivos comerciais: oliveiras, trigo e milho.

Campos de lavanda são comuns em Provença, ao sul da França.
Campos de lavanda são comuns em Provença, ao sul da França.
  • Hidrografia da França

A drenagem do território francês divide-se por seis bacias hidrográficas, o que inclui as bacias costeiras. Entre aquelas que se localizam no interior do território francês, seus rios principais são:

  • Sena

  • Loire

  • Garona

  • Ródano

  • Reno

  • Mosa

Os dois últimos constituem uma única bacia hidrográfica. Isso acontece porque ambos os rios correm pelo território francês, sendo o Reno na região de fronteira com a Alemanha, e, no seu deságue no Mar do Norte, suas águas juntam-se às do rio Mosa.

O rio Loire é o maior curso d’água da França, com 1020 km2 de extensão, e suas águas desembocam no oceano Atlântico. Os dois outros rios de maior importância para o país europeu são o Sena e o Ródano, que deságuam, respectivamente, no Canal da Mancha e no mar Mediterrâneo. Destaca-se, ainda, a presença de seis lagos principais, sendo o maior deles o lago Lemano, com 582 km2 e que se divide entre os territórios francês e suíço.

Demografia da França

Contando com mais de 67 milhões de habitantes, a França é o terceiro país mais populoso da Europa, ficando atrás, respectivamente, da Alemanha e da Turquia, que tem parte de seu território no continente europeu. A França representa cerca de 15% da população da União Europeia e 9% da de todo o continente, cálculo feito com base em dados do Banco Mundial. Dentro do território francês, a região da Île-de-France é a mais populosa, com 12,21 milhões de pessoas. É onde se localiza a capital, Paris, cidade com maior número de habitantes da França (2,14 milhões).

Desde meados dos anos 2000, a população francesa vem crescendo a um ritmo lento e constante, registrando-se uma taxa de 0,3% em 2019. Atribui-se esse fenômeno à redução do crescimento natural da população, que, por sua vez, acontece em função de uma queda constante na taxa de fertilidade e um aumento sensível da mortalidade.

Além disso, observa-se um aumento na expectativa de vida (85,6 anos para mulheres e 79,7 anos para homens), o que, em conjunto com o crescimento do número de indivíduos acima dos 65 anos, caracteriza o envelhecimento populacional.

O saldo de crescimento natural da população francesa foi de 141.000 habitantes em 2019, maior do que o crescimento migratório, que foi de 46.000. Classificado como um país receptor, a França recebe imigrantes oriundos principalmente de países europeus vizinhos (Espanha, Portugal, Bélgica, Itália) e dos países africanos da região do Magrebe, no noroeste do continente.

Leia também: Envelhecimento populacional da Europa – causas e consequências

Economia da França

A França é a terceira maior economia da Europa e sexta maior do mundo, reconhecida como uma das nações mais desenvolvidas do planeta, com amplo e diverso parque industrial.

O setor que tem maior participação na composição do produto interno bruto da França é o terciário ou de serviços, representando 70,2%. É também o principal responsável pela criação de postos de trabalho no país, com 77,7% do total. O turismo e os transportes são os carros-chefes desse setor, até mesmo quando se analisa os dados de exportação.

A indústria corresponde a 17,1% do valor do PIB francês, e é liderada pelas indústrias de infraestrutura de transportes e automotiva, aero e rodoviária, química e agroalimentar. A agricultura compõe somente 1,6% do PIB do país, não obstante as condições favoráveis ao seu desenvolvimento e extensa área plantada. Os principais cultivos comerciais na França são a beterraba, trigo, milho, cevada e batata. As exportações do setor são lideradas pelo vinho.

A Alemanha é o principal parceiro comercial da França, estando no topo tanto dos países exportadores quanto dos importadores de produtos franceses. Além da Alemanha, Estados Unidos e Espanha são os maiores destinos das exportações francesas, enquanto Bélgica e Itália ficam em segundo e terceiro lugar quando se trata das importações.

Turismo na França

O turismo é um dos pilares da economia francesa e a área de maior dinamismo dentro do setor de serviços. De acordo com a OCDE, as atividades ligadas ao turismo, como acomodação e alimentação, respondem por 6% do PIB da França. Com relação aos gastos efetivados por turistas, a fatia do PIB é de 7%. É importante destacar que a maior parte das receitas do turismo na França é proveniente de pessoas residentes no país. A França é um dos três principais destinos turísticos do mundo, tendo recebido, em 2019, mais de 90 milhões de pessoas.

Museus como o Louvre, em Paris, estão entre os principais atrativos turísticos da França.[1]
Museus como o Louvre, em Paris, estão entre os principais atrativos turísticos da França.[1]

Paris, classificada como uma cidade global, é o maior polo turístico da França e uma das cidades mais visitadas no mundo. A capital francesa, um de seus principais centros cultuais, possui uma gama de atrativos aos visitantes estrangeiros e de outras partes do país, com grande destaque aos museus. Entre os mais de 130 museus da cidade, estão:

  • Museu do Louvre

  • Museu D’Orsay

  • Museu do Grand Palais

  • Centro Georges Pompidou

  • Museu Rodin

  • Museu Picasso

Estruturas arquitetônicas como a Torre Eiffel também atraem muitos visitantes, assim como o Arco do Triunfo. A vida noturna parisiense e as inúmeras atividades e atrações culturais atuam, ainda, como grande chamariz para os turistas.

Outras regiões e cidades da França que recebem um fluxo grande de visitantes são:

  • as cidades da Côte d’Azur, como Nice, Cannes, St. Tropez e Mônaco;

  • os Alpes; Marseille, no sul do país;

  • a região da Provença;

  • Bordeaux, na região vinícola da Nova Aquitânia;

  • Lourdes, um dos principais destinos católicos;

  • o litoral atlântico; entre outros.

Cultura da França

A França é um país com riquíssimo arcabouço cultural, tornando-se referência em diversas áreas, como o cinema, literatura, gastronomia e moda, mas não se limitando somente a elas.

O cinema encontra suas raízes na França, onde foi feita a exibição do primeiro filme produzido pelos irmãos Lumière, em 1895. Um dos movimentos artísticos mais importantes para a história da sétima arte desenvolveu-se na França, no final da década de 1950, sendo conhecido como Nouvelle Vague, que colocou em evidência nomes como:

  • François Truffaut

  • Alain Resnais

  • Jean Luc-Godard

A literatura francesa tem suas origens ainda no século XI, modificando-se e aperfeiçoando-se ao longo do tempo mediante diferentes fases e períodos históricos (renascimento, clássico, iluminismo, romantismo, realismo, naturalismo). Entre alguns de seus principais expoentes, estão:

  • Gustave Flaubert

  • Victor Hugo

  • Jules Verne

  • Antoine Saint-Exupéry

  • Charles Baudelaire

  • Albert Camus

  • Simone de Beauvoir

A pâtisserie é uma das especialidades da culinária francesa.
A pâtisserie é uma das especialidades da culinária francesa.

A culinária francesa foi reconhecida pela Unesco como patrimônio imaterial da humanidade em 2010. Possui tradição em diferentes áreas, que vão da produção de vinhos e queijos à pâtisserie (bolos e doces), tendo cada uma das regiões do país seus pratos tradicionais.

A França é ainda o local de nascimento da alta costura, vertente da moda que se volta à produção de peças artesanais e exclusivas, mantendo-se um padrão de alto luxo. Marcas como Chanel, Dior e Givenchy fazem parte dessa denominação. Paris é considerada a capital internacional da moda e sedia semestralmente a Semana de Moda de Paris, o mais importante evento do setor.

Veja também: O que é cultura erudita?

Infraestrutura da França

A infraestrutura francesa passou por um intenso processo de desenvolvimento e modernização no final dos anos 1980 e durante a década seguinte. O destaque para os anos 1990 fica com as telecomunicações e a rapidez com que se difundiu a telefonia móvel e a utilização da internet, conforme as informações do Larousse.

O país conta com uma rede de transportes de elevada eficácia e altamente moderna, sendo os transportes feitos tanto por via térrea como fluvial. A malha ferroviária francesa se estende por quase 32 mil km e é reconhecida como aquela que possui alguns dos trens mais rápidos do mundo. Ainda no setor de transporte, destaca-se o Eurotúnel, inaugurado em 1994 e que consiste em uma estrutura ferroviária submarina que liga a França ao Reino Unido pelo Canal da Mancha. Sua extensão total é de 50,5 km, sendo 37,9 km submersos.

Curiosidades sobre a França

Torre Eiffel: de instalação temporária a símbolo nacional.
Torre Eiffel: de instalação temporária a símbolo nacional.
  • Pelo contorno de seu território (que se assemelha à forma geométrica), a França é também conhecida como o Hexágono (L’Hexagon).

  • Há uma tradição anual em Paris, que teve início em 2002, de transformar as margens do rio Sena em praias artificiais (Paris Plages) durante o verão.

  • A Torre Eiffel, um dos símbolos de Paris e da França, foi originalmente construída e instalada, em 1889, para ser apenas uma obra temporária.

  • O desperdício e descarte de alimentos é, por lei, proibido nos mercados da França desde 2016. Os restos devem ser doados.

Notas

|1| Em dois meses, a França revoluciona seu mapa regional. El País, 03 agosto 2014. (Clique aqui e acesse)

Crédito da imagem

[1] JeanLucIchard / Shutterstock

Publicado por: Paloma Guitarrara
Assuntos relacionados
A Cidade do Cabo destaca-se no setor de turismo.
África do Sul
África do Sul, A área da África do Sul, O número de habitantes da África do Sul, Onde está localizada a África do Sul no continente, Os fatores históricos da África do Sul, África do Sul o país mais industrializado do continente africano.
Vista panorâmica da cidade de Saint John’s, capital da Antígua e Barbuda.
Antígua e Barbuda
Dados importantes de um pequeno país do mar do Caribe.
Bandeira da Angola
Angola
Clique aqui e conheça um pouco mais sobre a Angola, um país africano.
Ilhas de Galápagos
Equador
Aspectos de um grande produtor de petróleo na América do Sul.
Manifestação de Tibetanos para a criação de um território próprio
Nações sem território
Os principais grupos populacionais sem país próprio.
O continente europeu, apesar de ser um dos menores em extensão, é composto por um grande número de países.
Países da Europa
Conheça os países da Europa. Saiba quantos países há no continente, suas capitais e a quais regiões pertencem. Veja também curiosidades sobre os países europeus.
A organização do espaço geográfico europeu
Clique e veja detalhes da organização do espaço geográfico europeu. Entenda a dinâmica da população e veja as dificuldades políticas e sociais desse continente.
A Bandeira da União Européia
União Européia
União Européia, O que é a União Européia, Quando surgiu a União Européia, Qual é a finalidade da União Européia, União Européia e as instituições supranacionais, União Européia na busca pela hegemonia mundial, União Européia versus Estados Unidos.
Encontro dos líderes do G8
G8
G8, Grupo dos oito, os oito países mais desenvolvidos economicamente e industrialmente, curiosidades sobre o G8.
O perfil etário dos países europeus indica um envelhecimento da população
Envelhecimento demográfico da Europa
Entenda o que é e quais sãos as causas do processo de envelhecimento demográfico da Europa, um desafio populacional e também econômico.
A xenofobia é um grande problema conjuntural na Europa
Xenofobia na Europa
As principais causas e relações político-sociais relacionadas com o aumento da xenofobia na Europa ao longo das últimas décadas.