Whatsapp icon Whatsapp

Argentina

Bandeira da Argentina
Bandeira da Argentina

Localizada na América do Sul, a Argentina possui a segunda maior extensão territorial do subcontinente – 2.766.889 quilômetros quadrados. Seu território limita-se com o Chile (a oeste e ao sul), Uruguai (a leste), Paraguai (ao norte), Brasil (a nordeste), Bolívia (ao norte), além de ser banhado pelo oceano Atlântico (a leste). Na porção oeste estão a Cordilheira dos Andes e o ponto mais alto das Américas, o pico Aconcágua.


O clima argentino varia conforme a região: montanhosa (noroeste, sudoeste, oeste) predomina o árido tropical (nordeste), árido frio (sudeste), temperado continental (sul), tropical (norte), subpolar (extremo sul). Ao norte do território encontram-se as planícies do Chaco, entre os rios Uruguai e Paraná; no centro, os pampas.
No extremo sul, com clima úmido e frio, está localizada a Patagônia, constituída de paisagem exuberante, formada por florestas, geleiras e lagos.

A população da Argentina totaliza 40,2 milhões de habitantes, sendo a maioria de origem europeia. O país é extremamente urbanizado – 92% da população reside em áreas urbanas. A densidade demográfica é baixa, ou seja, o país é pouco povoado (15 habitantes por quilômetro quadrado).
Buenos Aires, capital da Argentina, abriga 12,8 milhões de habitantes, sendo, portanto, habitada por um terço da população nacional. O idioma oficial é o espanhol e a religião com o maior número de adeptos é o Cristianismo – 92% da população.

A economia nacional é a segunda mais expressiva da América do Sul, tornando-se inferior somente ao Brasil. A atividade agrícola é bem desenvolvida graças aos solos férteis do pampa, com destaque para a produção de trigo, milho, soja, girassol, algodão, cevada, erva-mate e batata. A pecuária é outra atividade de fundamental importância para a economia nacional, segmento que condiciona ao país ser grande produtor de carne de vaca, utilizando-se de tecnologia para refrigeração e processamento do produto.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A produção de vinho é outro elemento da economia. Atualmente, o país é considerado o quinto maior produtor mundial da bebida. A nação também se destaca pela sua grande diversidade no setor industrial, com enfoque para o alimentício, automobilístico e têxtil, sem falar nas grandes reservas de minérios que lá predominam.

O turismo é outra atividade econômica que vem se destacando no país, e, diga-se de passagem, vários dos seus visitantes são brasileiros.


Casa Rosada, sede do governo argentino

A moeda nacional é o peso argentino. Em 2009, o Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina atingiu 328,4 bilhões de dólares. O país, juntamente com o Brasil, Paraguai e Uruguai, integra o Mercado Comum do Sul (Mercosul), maior bloco econômico da América do Sul. Entretanto, a Argentina passou por uma grande crise econômica no início desse século, embora esteja gradativamente, retomando seu crescimento e estabilidade financeira.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) argentino é de 0,775 (considerado alto), segunda maior média sul-americana, inferior apenas a do Chile (0,783). Os fatores que estão diretamente ligados a essa incidência são:

Expectativa de vida: 75 anos.
Taxa de alfabetização: 97%.
Saneamento ambiental: 94% das residências.

Desde 2007, o país é governado por Cristina Kirchner, sendo a primeira mulher eleita para a presidência naquele país.

Publicado por Wagner de Cerqueira e Francisco

Artigos Relacionados

Bandeira do Chile
Chile
Conheça os principais aspectos da história, da geografia e da economia do Chile. Saiba mais sobre os recursos minerais produzidos em território chileno.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!