Whatsapp icon Whatsapp

Fertilizantes

Os fertilizantes são insumos utilizados para o enriquecimento do solo. Eles são empregados nas atividades agropecuárias com o objetivo de aumentar a produtividade.
Pessoa aplicando fertilizante no solo.
Os fertilizantes são amplamente utilizados na agricultura para aumentar a fertilidade do solo.

 Os fertilizantes são elementos utilizados no solo para contribuir para o desenvolvimento das plantas. A sua principal função é fornecer elementos para aumentar a fertilidade do solo. Os fertilizantes são classificados em orgânicos e inorgânicos. Eles são utilizados especialmente em grandes cultivos agrícolas. Esses insumos têm grande importância na produção alimentar mundial. Eles são amplamente empregados para a produção de alimentos e matérias-primas. Os principais produtores mundiais de fertilizantes são Canadá, Rússia, Belarus e China. O Brasil importa a maior parte dos fertilizantes utilizados no seu mercado interno.

Saiba mais: Agrotóxicos — substâncias denominadas defensivos agrícolas associadas a problemas ambientais

Resumo sobre fertilizantes

  • Os fertilizantes são compostos inorgânicos e orgânicos empregados para enriquecimento do solo.

  • A principal função dos fertilizantes é aumentar a produtividade das lavouras por meio do enriquecimento do solo.

  • Os fertilizantes são classificados em dois grandes grupos, conforme a sua origem, sendo eles inorgânicos e orgânicos.

  • O uso dos fertilizantes ocorre principalmente em atividades agrícolas, com destaque para as monoculturas.

  • São exemplos de compostos de fertilizantes usados mundialmente: nitrogênio, fósforo, potássio, enxofre, cálcio e magnésio.

  • A importância dos fertilizantes está centrada na sua contribuição no aumento da produção de alimentos e matérias-primas.

  • A produção de fertilizantes em nível mundial é espacialmente concentrada em países como Canadá, Belarus, Rússia e China.

  • O Brasil importa de países como Rússia e China a maior parte dos fertilizantes usados na agricultura interna.

  • Os fertilizantes são benéficos, porém quando utilizados de forma indevida causam diversos impactos ambientais, como a contaminação do solo.

O que são fertilizantes?

Os fertilizantes são compostos inorgânicos e orgânicos, naturais ou sintéticos, que fornecem ao solo elementos necessários para o desenvolvimento das plantas. Portanto, os fertilizantes são insumos que contribuem para a melhoria da qualidade e da fertilidade dos solos. Desse modo, eles são amplamente utilizados nas atividades agrícolas.

Função dos fertilizantes

A principal função dos fertilizantes é contribuir para o aumento da fertilidade do solo. Nesse sentido, eles fornecem os elementos necessários para o enriquecimento do solo, ou seja, compostos minerais e orgânicos que fornecem nutrientes para o desenvolvimento das plantas. Assim, eles contribuem decisivamente para a melhoria da qualidade e fertilidade do solo e, por consequência, no aumento da produtividade das lavouras.

Os fertilizantes ainda possuem funções econômicas e ambientais importantes, visto que contribuem para a melhoria da produção e do retorno financeiro das lavouras e possibilitam a economia de recursos ambientais por meio do enriquecimento do solo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são os tipos de fertilizantes?

Há dois grandes grupos de fertilizantes, sendo eles inorgânicos ou orgânicos. Os pontos a seguir fazem a distinção entre eles:

  • Fertilizantes inorgânicos: são produzidos por meio de concentrações de minerais muito elevadas, seja por meio do beneficiamento industrial ou por produção sintética, facilitando a absorção dos nutrientes necessários pelas plantas. São exemplos de fertilizantes inorgânicos: potássio, fósforo, fosfato, magnésio, nitrogênio, enxofre, entre outros compostos.

  • Fertilizantes orgânicos: são produzidos com base no beneficiamento de produtos naturais diversos que têm um efeito de longo prazo em termos de fertilidade para o solo. Esse tipo de fertilizante tem sido tradicionalmente utilizado ao longo da história da agricultura mundial. São exemplos de fertilizantes orgânicos: esterco, farinha de osso, restos de vegetais, torta de mamona, algas diversas, húmus, entre outros.

Uso dos fertilizantes

O uso dos fertilizantes dá-se especialmente nas atividades agrícolas, com destaque para as monoculturas de larga escala, como soja, milho e cana-de-açúcar, nas quais o uso de insumos é muito elevado. O seu uso no meio agrícola tem como principal objetivo o aumento da produtividade em razão da melhoria da qualidade do solo propiciada pelos fertilizantes. A utilização desses compostos fornecem os elementos necessários para o enriquecimento do substrato das plantas e, por consequência, o aumento da fertilidade e da produtividade agrícola.

Plantação sendo pulverizada com fertilizante.
As monoculturas de exportação utilizam grandes quantidades de fertilizantes.

Quais são os fertilizantes mais usados?

Há uma infinidade de fertilizantes utilizados na agricultura mundial. Tradicionalmente, ao longo da história, os fertilizantes orgânicos, como o esterco de animais e os restos de vegetais, foram amplamente utilizados no campo. Por sua vez, mediante a modernização das práticas agrícolas, cresceu o uso dos fertilizantes inorgânicos, beneficiados com base em processos industriais diversos. Desse modo, destacam-se como fertilizantes amplamente utilizados na agricultura mundial: nitrogênio, fósforo, potássio, enxofre, cálcio e magnésio. Em muitas situações, esses fertilizantes são utilizados em conjunto, sendo o exemplo mais relevante o NPK (nitrogênio, fósforo e potássio).

Qual a importância dos fertilizantes?

Os fertilizantes são fundamentais para as atividades agropecuárias, visto que eles contribuem de maneira decisiva no aumento da produtividade nas lavouras, assim como na cultivação de matérias-primas para a produção de outros produtos agrícolas, como carne e leite. Nesse sentido, a importância estratégica dos fertilizantes está em garantir a produção alimentar no contexto global. A produção e aplicação de fertilizantes resulta em grandes receitas em termos econômicos, além da geração de postos de trabalho e desenvolvimento tecnológico.

Veja também: Cultivo e conservação do solo

Produção de fertilizantes

A produção de fertilizantes é realizada com base no beneficiamento de produtos naturais, como restos de animais e plantas e na extração de minerais diversos. Ela também é feita de forma sintética, por meio das indústrias químicas.

Tradicionalmente, a produção de fertilizantes é muito concentrada, em razão do grande aparato tecnológico necessário para a sua produção e da ampla necessidade de disponibilidade de matérias-primas. Assim, vários países têm procurado alternativas viáveis para a produção de fertilizantes, visando a diminuir a dependência de fontes externas e a redistribuir a produção de fertilizantes em nível global.

Pessoa em laboratório manipulando recipientes.
A produção de fertilizantes requer grandes investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

Por que não são produzidos fertilizantes no Brasil?

A produção de fertilizantes no Brasil ainda é bastante incipiente, visto que o país necessita importar grande parte desses insumos, com vistas a atender o grande mercado interno. O principal motivo para a diminuta fabricação de fertilizantes no Brasil é o custo da produção. O país possui recursos, como a energia, muito caros, além de uma infraestrutura de transporte defasada e uma política de desenvolvimento tecnológico deficiente. Portanto, torna-se mais barato importar os fertilizantes do exterior do que produzir esses insumos localmente. Tal cenário justifica a grande dependência brasileira dos grandes produtores mundiais de fertilizantes, como China e Rússia.

Fertilizantes no mundo

A produção de fertilizantes no mundo é concentrada, em geral, por países que possuem baixos custos produtivos na área química, com destaque para o diminuto preço da energia elétrica e para a disponibilidade de matérias-primas minerais. Atualmente, os principais produtores de fertilizantes do mundo são Canadá, Belarus, Rússia e China. A produção mundial de fertilizantes é praticamente voltada para as atividades agropecuárias, com destaque para as monoculturas de exportação. Os principais compradores de fertilizantes são grandes produtores e exportadores mundiais de matérias-primas e alimentos, com destaque para Estados Unidos, Brasil, China e Índia.

Leia também: O que são problemas ambientais rurais?

Fertilizantes e o meio ambiente

O uso controlado dos fertilizantes gera benefícios para o meio ambiente, visto que o enriquecimento do solo favorece a produtividade agrícola, resultando assim na economia de insumos diversos, como solo e água. Porém, quando utilizados de forma inadequada, principalmente em excesso, os fertilizantes causam a contaminação e o empobrecimento do solo, e até mesmo da água e do ar, resultando na queda drástica da produtividade local e impossibilitando a continuidade dos cultivos agrícolas naquela região. 

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

Agrotóxicos
Leia este texto e saiba por que os agrotóxicos são utilizados, quais são as vantagens e desvantagens do seu uso e os danos que causam à saúde.
Cultivo e conservação do solo
Conheça as técnicas agrícolas de cultivo e saiba qual delas colabora melhor para a conservação dos solos.
Desmatamento
Descubra as principais causas e consequências do desmatamento. Conheça os biomas brasileiros mais atingidos nos últimos anos e quais são os países que mais desmatam.
Problemas ambientais rurais
Saiba mais sobre os principais problemas ambientais que acontecem no espaço rural e veja quais são os impactos ambientais mais recorrentes no campo brasileiro.
video icon
Escrito"Educação e Cultura" sobre a imagem de um quadro-negro e livros.
Filosofia
Educação e Cultura
O que é educação? O que é cultura? Qual é a relação entre educação e cultura? Como a filosofia pensa a educação e a cultura? Assista a este vídeo e entenda!