Whatsapp icon Whatsapp

Países Baixos

Países Baixos são uma nação muito desenvolvida e industrializada da Europa. O país é reconhecido internacionalmente pela produção de flores e pela utilização de bicicletas.
Bandeira dos Países Baixos.
Bandeira dos Países Baixos.

Os Países Baixos, conhecidos também como Holanda, são uma nação muito desenvolvida da Europa Ocidental. O país alcançou sua independência após disputas militares com os espanhóis. Atualmente, trata-se de uma das principais nações europeias, sendo fundadora da União Europeia (UE). O nome do país teve origem na geografia local, marcada pelo relevo de baixa altitude.

Os Países Baixos são uma monarquia constitucional fortemente amparada no respeito às práticas democráticas. A economia local é muito diversificada e a infraestrutura nacional é muito moderna. A população neerlandesa desfruta de um elevado padrão de vida. Em termos culturais, o país tem como símbolos o respeito aos direitos individuais assim como a liberdade da população.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia mais: Blocos econômicos — seu intuito é diminuir as fronteiras impostas pelos países, promovendo trocas significativas

Resumo sobre os Países Baixos

  • Os Países Baixos, também conhecidos como Holanda, são uma nação desenvolvida e industrializada localizada no noroeste da Europa Ocidental.

  • O país foi um dos protagonistas das Grandes Navegações, e ainda usufrui de possessões diversas na América Central.

  • Geograficamente, seu relevo é muito baixo, com altitudes inferiores ao nível do mar. Seu nome é uma referência ao relevo local.

  • Seu território é extremamente povoado, e suas maiores cidades em habitantes são Amsterdã e Roterdã.

  • A economia local tem como destaques a produção de flores e laticínios, a moderna indústria de manufaturas, o dinâmico setor comercial e o turismo.

  • A infraestrutura local está direcionada à realização de transações de mercadorias provenientes de diversos pontos do mundo.

  • Em termos culturais, o país é terra de pintores importantes, como Rembrandt van Rijn e Vincent van Gogh.

Dados gerais dos Países Baixos

  • Nome oficial: Países Baixos

  • Gentílico: neerlandês

  • Extensão territorial: 41.528 quilômetros quadrados

  • Localização: Europa Ocidental

  • Capital: Amsterdã

  • Clima: temperado

  • Governo: monarquia constitucional

  • Idioma: neerlandês

  • Religiões:

  • 50% (ateísmo);

  • 43% (cristianismo);

  • 7% (outras).

  • População: 17.440.000 habitantes

  • Densidade demográfica: 402 habitantes/quilômetro quadrado

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,890 (muito elevado)

  • Moeda: Euro

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 912,2 bilhões

  • PIB per capita: US$ 52.304

  • Gini: 30%

  • Fuso horário: UTC+1

  • Relações exteriores:

  • Organização das Nações Unidas (ONU);

  • Organização Mundial do Comércio (OMC);

  • União Europeia (UE).

  • Divisão administrativa: 12 províncias, sendo elas:

Brabante do Norte

Holanda do Norte

Drente

Holanda do Sul

Flevolândia

Limburgo

Frísia

Overissel

Guéldria

Utreque

Groninga

Zelândia

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História dos Países Baixos

O território dos Países Baixos era formado por diversos reinos semiautônomos, habitados por povos diversos, que detinham certa autonomia política e econômica. Esses reinos englobavam ainda os territórios atuais de outros países europeus, especialmente Bélgica e Luxemburgo. Por meio de acordos especificamente matrimoniais, esses reinos foram dominados, primeiramente, pela Áustria e, posteriormente, pela Espanha.

A independência dos Países Baixos ocorreu pelo combate organizado da população local contra a ocupação espanhola. A independência dos Países Baixos, reconhecida pela Espanha, ocorreu em 1648. A partir de então, os Países Baixos tornaram-se uma importante potência econômica e marítima, com papel protagonista durante as Grandes Navegações. Os neerlandeses tiveram diversas possessões territoriais ao redor do mundo, inclusive no Brasil.

Em âmbito interno, após diversas incursões militares promovidas pela França e a independência da Bélgica e de Luxemburgo, foi formado oficialmente o Reino dos Países Baixos. Ao longo da história, o país também foi invadido por outra potência europeia, Alemanha, em um desdobramento da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Atualmente, os Países Baixos são um dos territórios mais desenvolvidos e industrializados de todo o mundo.

Faixada do Rijksmuseum (Museu Nacional da Holanda) com várias pessoas
A cidade de Amsterdã, capital dos Países Baixos, é um dos centros mundiais de produção cultural.

Etimologia dos Países Baixos

O termo Países Baixos tem uma explicação simples e remete às características naturais do território neerlandês. O país possui uma considerável parte do seu território localizada abaixo do nível do mar. Sendo assim, o nome Países Baixos se refere ao aspecto natural do relevo local.

Os Países Baixos são comumente conhecidos como Holanda. Esse termo, Holanda, remete às duas principais províncias dos Países Baixos: Holanda do Norte e Holanda do Sul. Ambas são as mais importantes do país em termos políticos e econômicos.

Leia mais: Diferença entre Reino Unido, Grã-Bretanha e Inglaterra

Geografia dos Países Baixos

O território dos Países Baixos está localizado na Europa Ocidental, mais precisamente no noroeste europeu, sendo diretamente banhado pelo mar do Norte. Ademais, o país mantém diversas possessões ao redor do mundo, com destaque para as ilhas caribenhas de Aruba, Curaçau e São Martinho, na América Central.

A principal característica geográfica do país é o seu relevo, formado basicamente por grandes planícies de inundação, notadamente marcadas pela baixa altitude. Há uma parte considerável do relevo do país que está localizada abaixo do nível do mar em termos altimétricos. Os fenômenos de inundação, por exemplo, são comuns em algumas partes do território.

Em termos climáticos, os Países Baixos têm um clima temperado, com forte influência da umidade proveniente do oceano. A vegetação local era tipicamente formada por florestas temperadas, porém foi quase totalmente transformada pela ação humana. Já os principais rios dos Países Baixos são o Escalda, o Reno e o Mosa.

Mapa dos Países Baixos

Mapa dos Países Baixos

Demografia dos Países Baixos

A população dos Países Baixos é formada por, aproximadamente, 17 milhões de habitantes, sendo a maior parte composta por neerlandeses, mas também por minorias importantes como indonésios, turcos e caribenhos. O país, em razão do seu pequeno território, é um dos mais urbanizados e povoados do mundo. Há diversas formações urbanas extremamente povoadas, com destaque para as cidades de Amsterdã e Roterdã, as duas maiores em população do país.

Em termos demográficos, os Países Baixos apresentam uma taxa de natalidade diminuta e uma elevada expectativa de vida. O envelhecimento da população é o principal problema demográfico enfrentado pelo país. A população local, bastante diversa em termos linguísticos, desfruta de um elevado nível de vida baseado em uma ampla rede de segurança social. O desenvolvimento humano da população local é considerado muito elevado.

Leia mais: Demografia — ciência que estuda as dinâmicas da população

Economia dos Países Baixos

Os Países Baixos são um país muito desenvolvido e industrializado, com uma economia bastante aberta, e considerado uma das principais entradas comerciais da Europa. Seus setores econômicos são bastante diversos e respondem pelo alto nível de renda da população. A diversidade econômica local, em conjunto com a grande oferta de serviços comerciais e financeiros, faz dos Países Baixos um dos principais polos econômicos do mundo.

O setor primário é formado pela cultivação de diversos cereais. O país é um grande exportador de alimentos em termos regionais. O cultivo de flores também é uma tradição no país, com destaque para as tulipas, mundialmente conhecidas como símbolo dele. Há ainda um setor de produção pecuária imponente, baseado no uso de alta tecnologia, com destaque para a produção de derivados diversos do leite.

Já o setor secundário local é extremamente desenvolvido e diversificado, com grandes indústrias de produtos de base, além de empresas de setores de alta tecnologia. Os principais setores industriais dos Países Baixos são:

  • química;

  • metalúrgica;

  • mecânica;

  • eletrônica;

  • alimentícia e de bebidas.

O país conta ainda com grandes empresas multinacionais, em áreas como eletrodomésticos, combustíveis e alimentos, que possuem diversas filiais ao redor do mundo.

Por fim, o setor terciário tem como destaque as atividades comerciais, uma vez que os Países Baixos são um dos maiores entrepostos comerciais de todo o mundo. Os portos do país são responsáveis por um grande fluxo de mercadorias em nível mundial. Há nele ainda várias empresas de serviços financeiros, além de grandes conglomerados, nos setores de tecnologia de comunicação e informação. O turismo também é um setor muito importante economicamente para o país.

Infraestrutura dos Países Baixos

A infraestrutura dos Países Baixos é extremamente moderna e avançada, especialmente no setor de transportes, em razão dos grandes investimentos locais em logística. O Porto de Roterdã e o Aeroporto de Amsterdã são os dois principais equipamentos de infraestrutura do país. O território neerlandês é coberto ainda por grandes redes de rodovias e ferrovias, que fazem a ligação do país com outras partes da Europa, além de um grande volume de ciclovias, utilizadas para deslocamentos locais, principalmente dentro das áreas urbanas.

Em termos de serviços para a população, os Países Baixos ofertam importantes políticas na área de saúde e educação, considerados setores de excelência no país. O atendimento de água e esgoto é universal em todo o país, sendo que a gestão das águas é um motivo de orgulho nacional. Já o setor de energia ainda é marcado pelo uso e dependência de recursos fósseis, com destaque para o gás natural, mesmo com o pioneirismo neerlandês na produção de energia eólica. O país também possui reservas importantes de gás natural.

Leia mais: Fontes alternativas de energia — representam opções energéticas de menor impacto ambiental negativo

Governo dos Países Baixos

O sistema de governo dos Países Baixos é uma monarquia constitucional. O país é governado pela figura do rei como chefe de Estado e pela figura do primeiro-ministro como chefe de governo. Os Países Baixos são considerados uma das nações mais democráticas do mundo. O país também é um grande destaque na asseguração das liberdades individuais da população local. A população conta com ampla participação política, seja por meio de diversas representações partidárias, seja pela realização de plebiscitos.

Vista de frente do Binnenhof, conjunto de prédios administrativos do governo dos Países Baixos
O Binnenhof é um conjunto de prédios administrativos do governo dos Países Baixos.

Cultura dos Países Baixos

Os Países Baixos têm expressões culturais importantes, muitas vezes consideradas de vanguarda, com destaque para as artes plásticas e visuais. Há um grande número de pintores e escultores de diversas épocas que têm nacionalidade neerlandesa. O país também é um destaque em áreas como a produção de arte urbana e a organização de exposições diversas.

A especificidade cultural dos Países Baixos é um motivo de orgulho para a sua população. O país é bastante diverso em termos linguísticos, mas bastante igualitário na aceitação de ideias progressistas. São exemplos de símbolos culturais dos Países Baixos: a cor laranja, as flores das tulipas, os moinhos de vento e os tamancos de madeira.

A cultura local também é expressa pelos hábitos cotidianos da população. O país possui grande tradição em música clássica, mas também na música eletrônica. Já na culinária, destaca-se a produção e o consumo de laticínios. As batatas também são um símbolo da alimentação do país. Em termos esportivos o futebol, é o principal esporte do Países Baixos.

Curiosidades sobre os Países Baixos

  • Os Países Baixos foram, no ano de 2001, a primeira nação do mundo a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

  • A média de altura dos seus habitantes é extremamente elevada. O país é considerado o “mais alto do mundo”.

  • Sua sociedade é muito tolerante às liberdades individuais. O país possui diversas políticas progressistas na área dos Direitos Humanos.

  • O uso de bicicletas é bastante comum no país, que possui mais bicicletas do que habitantes.

  • O ponto mais elevado do território neerlandês é a colina de Vaalserberg, com apenas 323 metros de altitude.

Videoaula sobre União Europeia (UE)

Publicado por Mateus Campos
video icon
Texto"Matemática do Zero | Semelhança de Triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Semelhança de Triângulos
Nessa aula veremos que para dois triângulos serem semelhantes é necessário que os ângulos correspondentes sejam congruentes e os lados homólogos proporcionais. Para isso, basta analisar os seguintes casos de semelhança de triângulos: AA (Ângulo, Ângulo), LLL (Lado, Lado, Lado) e LAL(Lado, Ângulo, Lado).