Roraima

Roraima é um estado localizado na região Norte do Brasil. É caracterizado pelo clima Equatorial e pela presença de formações vegetais de floresta e Cerrado. A sua ocupação histórica foi iniciada com a exploração do rio Branco, principal rio do estado. Na atualidade, Roraima é o estado menos populoso do Brasil.

O seu governador é Antônio Denarium (2019-2022). A economia roraimense é baseada no setor primário, com destaque para a produção de soja e a exploração de madeira. O estado possui uma infraestrutura modesta, sendo sua principal ligação com o restante do país uma rodovia federal que o liga ao Amazonas. A cultura do estado é simbolizada pelas manifestações artísticas e danças folclóricas ligadas à população indígena da região.

Leia também: Acre – antigo território pertencente à Bolívia e ao Peru anexado ao Brasil em 1962

Dados gerais de Roraima

  • Região: Norte
  • Capital: Boa Vista
  • Governo: Antônio Denarium (2019-2022)
  • Área territorial: 224.300.506 km² (IBGE, 2019)
  • População: 605.761 habitantes (IBGE, 2020)
  • Densidade demográfica: 2,01 hab./km² (IBGE, 2010)
  • Fuso: UTC-4
  • Clima: Equatorial

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Geografia de Roraima

O estado de Roraima está localizado no extremo norte do Brasil. Ele faz divisa com os estados de Amazonas e Pará, além de fazer fronteira com os países Guiana e Venezuela. O relevo do estado é predominantemente plano, com exceção da porção norte estadual, onde há formações de grandes altitudes, como o monte Roraima, ponto mais elevado do estado, com cerca de 2.739 metros de altitude. Na porção norte roraimense, localiza-se o monte Caburaí, que, com 1.465 metros de altitude, é considerado o ponto mais ao norte do território brasileiro.

O clima de Roraima é diretamente influenciado pela sua localização latitudinal, já que o estado é cortado pela Linha do Equador. Desse modo, o clima predominante é o Equatorial, marcado por ser quente e úmido, com baixa amplitude térmica e elevada pluviosidade. A vegetação de Roraima é composta predominantemente por formações de Floresta Amazônica, com pequenos trechos de Cerrado e Campos. Já a hidrografia é marcada por rios com alta caudalosidade, como os rios Anauá, Branco, Mucajaí e Tacutu.

O monte Roraima está localizado na fronteira entre o Brasil, a Venezuela e a Guiana. Essa formação de relevo é a mais alta do estado de Roraima.
O monte Roraima está localizado na fronteira entre o Brasil, a Venezuela e a Guiana. Essa formação de relevo é a mais alta do estado de Roraima.

História de Roraima

A história roraimense é marcada por disputas pela ocupação do território, seja em relação aos colonizadores e às populações nativas, seja, ainda, pela intenção de forças estrangeiras na localização estratégica de Roraima. A ocupação de Roraima foi iniciada pelos portugueses, por meio do desbravamento da planície do rio Branco, partindo do estado do Amazonas. Já forças estrangeiras, em especial, inglesas, faziam incursões no território a partir da Guiana.

A chegada dos colonizadores europeus era fruto do interesse estrangeiro nos recursos minerais do estado assim como na escravização de indígenas. O território roraimense já era ocupado por diversas tribos indígenas, que praticam atividades de pesca e caça.

Após vários embates e diversos acordos, inclusive em nível internacional, o império brasileiro estabeleceu em Roraima a primeira ocupação oficial do estado, chamada Nossa Senhora do Carmo, que, mais tarde, foi renomeada Boa Vista do Rio Branco. A intenção brasileira era manter o controle da região, sendo que as novas ocupações eram subordinadas ao estado do Amazonas. No entanto, as ações brasileiras não impediram a perda do território, como a que aconteceu para a Guiana, por meio da ação de militares ingleses.

A ocupação e o desenvolvimento econômico, além da importância estratégica e econômica, contribuíram para a criação do Território Federal do Rio Branco, no ano de 1943. A partir dessa data, Roraima passou a ter uma administração própria, independente do estado do Amazonas. Já em 1962, uma nova nomenclatura foi adotada, sendo o nome Território Federal de Roraima uma homenagem a uma das formações de relevo do estado. Com a aprovação da Constituição do Brasil de 1988, Roraima se tornou oficialmente um dos 26 estados do Brasil.

Veja também: Tocantins – o mais jovem estado brasileiro 

Mapa de Roraima

Fonte: IBGE.
Fonte: IBGE.

Divisão geográfica de Roraima

O estado de Roraima possui 15 municípios. Eles estão agrupados em duas regiões intermediárias e quatro imediatas, conforme regionalização proposta pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017, são elas:

Regiões geográficas intermediárias

Regiões geográficas imediatas

Boa Vista

Boa Vista

Pacaraima

Rorainópolis-Caracaraí

Rorainópolis

Caracaraí

Demografia de Roraima

Roraima é conhecido nacionalmente por ser o estado com a menor população absoluta do país. Na atualidade, Roraima possui cerca de 605.761 habitantes. Desse modo, o estado pode ser caracterizado demograficamente como pouco populoso e, ainda, pouco povoado, já que apresenta uma baixa densidade demográfica.

A cidade de Boa Vista é a mais populosa do estado, com cerca de 420 mil habitantes. A população de Roraima é formada por descendentes de índios e portugueses, sendo praticadas algumas línguas indígenas, além da língua portuguesa. A religião predominante constitui-se das diferentes vertentes do cristianismo. Nos últimos anos, Roraima tem recebido um grande contingente de imigrantes venezuelanos.

Leia também: Causas e consequências da imigração venezuelana no Brasil

Economia de Roraima

O estado de Roraima é economicamente pouco desenvolvido, sendo o que apresenta o menor Produto Interno Bruto (PIB) entre os estados brasileiros, e sua economia é basicamente agrícola. O setor primário é caracterizado pela produção de soja e arroz. A pecuária tem como ponto forte a criação de rebanho bovino. Já no extrativismo, os destaques são a exploração de recursos minerais, como ouro, e a exploração de madeira. A madeira, aliás, e a soja são os dois principais produtos de exportação do estado.

O setor secundário é pequeno, formado por indústrias de alimentos e de beneficiamento de produtos florestais. Já o setor terciário é o principal da economia roraimense, em razão da dependência do estado em relação ao setor público. O comércio também representa um setor de destaque na economia estadual.

Infraestrutura de Roraima

A infraestrutura de Roraima apresenta muitos problemas estruturais, em razão do baixo investimento público e do desinteresse do capital privado na realização de obras no estado. Nesse contexto, destaca-se a dependência do estado na geração de energia elétrica, já que Roraima depende da energia produzida na Venezuela e não está integrado ao sistema de distribuição brasileiro.

Em relação ao transporte, o estado possui um aeroporto de grande porte, que faz ligação com aeroportos menores. As rodovias do estado também são um importante modal de transporte, sendo que a única ligação terrestre de Roraima com o restante do Brasil é feita por uma rodovia federal que liga o território roraimense ao Amazonas. O transporte fluvial, realizado pelos rios, é muito utilizado pelos moradores, em especial, nas áreas rurais do estado.

Governo de Roraima

O governo de Roraima é composto pela figura do governador Antônio Denarium e pelo vice-governador Frutuoso Lins, que têm mandatos vigentes entre 2019-2022. A Câmara Estadual é composta por 24 deputados estaduais. Já a Câmara Federal possui oito deputados, e o Senado, três senadores, que representam o estado em nível nacional.

Bandeira de Roraima

Cultura de Roraima

A cultura de Roraima é fortemente marcada pela presença da população indígena no estado. As práticas folclóricas, como as danças e apresentações artísticas, estão ligadas aos costumes dos povos indígenas que habitam o estado. O artesanato é uma importante forma de expressão da população roraimense, sendo que os trabalhos artesanais utilizam, com prioridade, elementos da floresta, como madeira, fibras naturais e raízes.

A culinária do estado também utiliza elementos típicos da floresta, além de ser muito próxima da praticada em outros estados da região Norte do país, com o predomínio de alimentos como o peixe e a mandioca. O esporte mais apreciado no estado é o futebol, apesar de que Roraima não possui times de destaque em nível nacional.

Publicado por: Mateus Campos
Assuntos relacionados
Acre
Saiba mais sobre o Acre. Leia sobre a sua história e veja de que forma é composta a cultura da região. Conheça os principais aspectos geográficos do estado.
Amapá
Saiba mais sobre o estado do Amapá, localizado no extremo Norte do Brasil. Conheça aspectos naturais do território, leia sobre sua economia, história e cultura.
Amazonas
Clique e veja aspectos históricos, econômicos, demográficos e geográficos do Amazonas. Entenda também como é a hidrografia, o relevo e a vegetação do estado.
Localização da Bahia no mapa do Brasil
Bahia
Conheça um pouco mais da população, culinária, vegetação, economia, território e arquitetura do estado da Bahia.
Localização do Pará no mapa do Brasil
Pará
As peculiaridades do segundo maior estado brasileiro.
Rondônia
Conheça as principais características de Rondônia. Saiba mais sobre os aspectos culturais desse estado, assim como a sua ligação com a Floresta Amazônica.
Localização de São Paulo no mapa do Brasil
São Paulo
O estado economicamente mais desenvolvido do Brasil.
Tocantins
Clique e veja todos os aspectos gerais do estado do Tocantins. Conheça sua história, política, economia e sociedade, além de sua diversidade ambiental e natural.