Whatsapp icon Whatsapp

Extrativismo

O extrativismo é uma prática econômica que consiste na retirada de bens da natureza, seja de origem vegetal, animal ou mineral, que são utilizados como matérias-primas.
Pescador recolhendo uma rede, cheia de peixes, que havia sido lançada ao mar, um exemplo de extrativismo animal.
O extrativismo é uma atividade econômica ligada à exploração dos recursos naturais. [1]

O extrativismo é uma atividade econômica que compreende a exploração dos recursos da natureza. Desde os tempos primórdios, o ser humano utiliza do extrativismo para buscar fontes de matéria-prima. Ao longo da história, esse processo foi sendo aperfeiçoado, tornando-se uma das principais atividades econômicas do mundo.

O extrativismo é uma prática que produz efeitos na natureza e no espaço geográfico, especialmente por meio da transformação dos recursos naturais.

Leia também: Commodities — as mercadorias primárias que fornecem matérias-primas para as indústrias

Resumo sobre extrativismo

  • O extrativismo é uma atividade econômica caracterizada pela extração de bens da natureza para o fornecimento de matérias-primas.

  • O crescimento da urbanização e da industrialização contribuiu para a importância do extrativismo para a sociedade.

  • O extrativismo é dividido em três tipos, conforme a origem dos bens explorados: vegetal, animal e mineral.

  • A prática do extrativismo tem o potencial de causar impactos ambientais significativos, como o aumento do desmatamento.

  • Atualmente, o Brasil é um dos principais centros da atividade extrativista mundial.

O que é o extrativismo?

O extrativismo é uma atividade caracterizada pela extração de bens da natureza. Essa exploração de recursos naturais ocorre com bens de origem vegetal, animal ou mineral. O extrativismo é uma atividade econômica importante, principalmente para o fornecimento de matérias-primas diversas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Qual a história do extrativismo?

O extrativismo é uma atividade bastante antiga, realizada desde tempos primórdios, quando o homem utilizava do nomadismo para a coleta e a caça de bens.

Com a fixação das populações e, consequentemente, com o desenvolvimento de atividades como a agropecuária e a industrialização, a prática extrativista transformou-se e se tornou fortemente ligada à extração de bens da natureza para o fornecimento de matérias-primas para a sociedade.

À medida que ocorreu o crescimento da urbanização e da industrialização, o extrativismo estabeleceu-se como atividade de suma importância para o pleno funcionamento da sociedade. Atualmente, o setor extrativista é fundamental para a economia de diversos países do globo, contribuindo de forma ativa para a geração de emprego e renda para a população.

Tipos de extrativismo

O extrativismo é dividido em três tipos, conforme a origem dos bens explorados pelo ser humano. Os tipos de extrativismo são:

Extrativismo vegetal

Extração de látex para produção de borracha, um exemplo de extrativismo vegetal.
A obtenção de látex é um exemplo de extrativismo vegetal.

O extrativismo vegetal é caracterizado pela exploração de bens de origem vegetal, como seivas e madeiras, que usualmente são empregadas como matérias-primas na indústria. A exploração de látex é um exemplo de extrativismo vegetal.

Extrativismo animal

Pescador lançando uma rede de pesca no mar, um exemplo de extrativismo animal.
A pesca é tradicionalmente uma atividade de extrativismo animal.

O extrativismo animal é caracterizado por atividades diversas de caça e pesca de animais. A pesca de peixes, por exemplo, é uma atividade comum dentro da classificação do chamado extrativismo animal.

Extrativismo mineral

Vista superior de uma área de ocorrência de mineração, um exemplo de extrativismo mineral.
A mineração é uma atividade típica do extrativismo mineral.

O extrativismo mineral é caracterizado pela extração de minérios, ou seja, minerais de interesse econômico muito utilizados na fabricação de bens diversos. A exploração de ouro é um exemplo de extrativismo mineral.

Efeitos do extrativismo

Área desmatada representando um dos possíveis impactos ambientais gerados pelo extrativismo.
O desmatamento é um dos possíveis impactos ambientais gerados pelo extrativismo.

O extrativismo é uma atividade diretamente ligada à exploração de bens da natureza, portanto, possui como efeitos significativos a alteração do meio ambiente. A prática do extrativismo tem o potencial de causar impactos ambientais significativos, como o aumento do desmatamento, o remodelamento do solo, a perda da biodiversidade, a poluição dos recursos naturais, dentre outros. A atividade extrativista deve ser realizada de forma planejada, em respeito às normas ambientais vigentes, com vistas a contribuir para o desenvolvimento sustentável da sociedade.

Leia também: Desastre ambiental em Brumadinho

Extrativismo no Brasil

O Brasil é um país de longa tradição extrativista, uma vez que os ciclos econômicos do país, desde o período da colonização, foram marcados pela exploração de bens naturais. A coleta do pau-brasil e a extração do ouro são dois exemplos de atividades extrativistas que foram fundamentais para o início das ações de comércio e indústria no país.

Atualmente, o Brasil continua sendo um importante protagonista no cenário extrativista mundial. O país possui uma grande indústria de madeiras e seivas diversas, além de produzir grandes quantidades de pescado e de extrair enormes volumes de minérios. O petróleo e o ferro, por exemplo, são dois dos principais produtos de exportação do Brasil.

Extrativismo vegetal x agricultura

As atividades de extrativismo e agricultura, apesar de explorarem bens de origem natural, possuem diferenças importantes:

  • Agricultura: uma atividade econômica feita de forma planejada, na qual as espécies de plantas são cultivadas com um fim próprio, nesse caso específico, para o fornecimento de matérias-primas. As atividades agrícolas são caracterizadas pelo emprego de elevada tecnologia e trabalho sistematizado.

  • Extrativismo: a exploração se dá em ambiente natural, com plantas que cresceram de forma espontânea e com pouco impacto das atividades humanas. O extrativismo vegetal privilegia assim a extração de bens diretamente da natureza.

Exercícios resolvidos sobre extrativismo

Questão 1

(Encceja)

Há uma evidência cada vez maior da existência de um número significativo de formas comunitárias de apropriação de espaços, recursos naturais em várias regiões e ecossistemas brasileiros. Essas formas, até recentemente, tiveram pouca visibilidade social, seja pelo pouco poder político das comunidades locais, seja pelas agressões e investidas da grande propriedade fundiária, das empresas mineradoras e madeireiras, que frequentemente resultam na expropriação das terras de uso comunitário ou coletivo.

Disponível em: http://nupaub.fflch.usp.br. Acesso em: 4 ago. 2014.

Um exemplo dessa forma de apropriação de espaços é o(a)

A) extrativismo vegetal no Norte.

B) mineração do ferro no Sudeste.

C) cultivo da soja no Centro-Oeste.

D) economia canavieira no Nordeste.

Resolução:

Alternativa A.

O extrativismo vegetal, como a extração de madeira e látex, é uma das principais atividades econômicas da região Norte do Brasil. Essa atividade é fundamental para a geração de emprego e renda nessa porção do território brasileiro.

Questão 2

(Uece) O homem, atuando na superfície da Terra e utilizando os seus recursos naturais, tem demonstrado, ao longo do tempo, desarmonia em relação ao meio ambiente em que vive. Sobre esse tema, é INCORRETO afirmar que

A) tem havido diminuição progressiva das áreas florestais, substituídas por atividades que comprometem o equilíbrio ambiental.

B) práticas agropecuárias inadequadas têm motivado o desgaste e a erosão dos solos, especialmente em regiões semiáridas ou subúmidas.

C) a caça predatória tem ocasionado a extinção de espécies, e provocado rupturas no equilíbrio ecológico.

D) a manutenção da qualidade ambiental tem sido feita nas áreas de extrativismo mineral e vegetal.

Resolução:

Alternativa D.

A atividade extrativista promove a transformação do meio natural, portanto, não há uma manutenção da qualidade ambiental local, mas sim, a modificação desse espaço geográfico.

Crédito de imagem

[1] Caio Pederneiras / Shutterstock

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

Acidente em Mariana (MG) e seus impactos ambientais
Entenda um pouco mais sobre o acidente em Mariana e seus impactos ambientais para o Brasil.
Desastre ambiental em Brumadinho
Entenda o desastre ambiental que ocorreu em Brumadinho (MG): saiba o que aconteceu com a barragem, tenha informações sobre o número de mortes e desaparecidos, além de compreender os problemas ambientais ocasionados em decorrência dessa tragédia. Veja também a reação de algumas organizações ligadas ao meio ambiente.
Desmatamento
Descubra as principais causas e consequências do desmatamento. Conheça os biomas brasileiros mais atingidos nos últimos anos e quais são os países que mais desmatam.
Desmatamento no Brasil
Clique aqui e saiba quais são as principais causas e consequências do desmatamento no Brasil. Conheça alguns dados relacionados a isso.
Impactos ambientais
Saiba o que são impactos ambientais e conheça suas causas e consequências. Veja os principais impactos ambientais registrados no Brasil e no mundo.
Recursos naturais
Entenda o que são os recursos naturais, quais são os seus tipos e as suas diferentes importâncias para a sociedade.
Setor Primário da Economia
Compreendas as principais atividades e a relevância do setor primário da economia.
Setor secundário
Saiba mais sobre as principais características do setor secundário. Entenda a importância das atividades econômicas do setor secundário para toda a sociedade.
Setor terciário
Saiba mais sobre as principais atividades do setor terciário. Veja quais são as características desse setor muito importante para a economia do Brasil e do mundo.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos irregulares".
Português
Verbos irregulares
Sabendo que o estudo de verbos não é uma tarefa fácil, nesta videoaula esclareceremos as formas de flexão dos verbos irregulares, ou seja, aqueles que, ao serem conjugados, apresentam alteração em seu radical ou em sua terminação. Não deixe de assistir!