Whatsapp icon Whatsapp

Eletroquímica

A Eletroquímica trata do uso das reações químicas espontâneas para produzir eletricidade e do uso da eletricidade para forçar reações químicas não espontâneas.
As pilhas e baterias, sem as quais não conseguimos viver, são resultantes dos estudos da Eletroquímica
As pilhas e baterias, sem as quais não conseguimos viver, são resultantes dos estudos da Eletroquímica

A Eletroquímica é um ramo da Química que estuda o fenômeno da transferência de elétrons para a transformação de energia química em energia elétrica e vice-versa.

As reações que envolvem transferência de elétrons são chamadas de reações de oxirredução, pois nelas ocorrem simultaneamente a redução e a oxidação. A espécie química que perde elétrons passa por uma oxidação e fica com o Nox (número de oxidação) maior. Já a espécie química que recebe esses elétrons passa por uma redução e o seu Nox fica menor.

Por exemplo, a seguir há uma reação desse tipo, na qual uma placa de zinco metálico (Zn0) é colocada em uma solução de sulfato de cobre (que possui cátions cobre II (Cu2+) dissolvidos). O zinco sofre oxidação, perdendo dois elétrons e transformando-se no cátion zinco (Zn2+), enquanto os íons cobre recebem esses elétrons e transformam-se em cobre metálico (Cu0). Veja a equação iônica desse processo:

Zn(s) + Cu2+(aq) → Zn2+(aq) + Cu(s)

Assim, nos fenômenos eletroquímicos, sempre ocorrem reações semelhantes a essa. Porém, isso pode ocorrer de duas formas. Os dois campos de estudo principais da Eletroquímica são:

* Pilhas e baterias: Nesse caso existe a conversão de energia química em energia elétrica, ou seja, usam-se as reações químicas de oxirredução espontâneas para a geração de eletricidade.

Dentro das pilhas são colocadas certas substâncias químicas que reagem espontaneamente transferindo elétrons, isto é, por meio de reações de oxirredução. As pilhas possuem dois eletrodos, que são:

- ânodo: polo negativo onde ocorre a oxidação;

- cátodo: polo positivo onde ocorre a redução.

As pilhas e baterias também possuem um eletrólito, que é uma solução condutora de íons. Assim, forma-se um fluxo de elétrons entre esses polos que resulta na formação de uma corrente elétrica que pode ser utilizada para que diversos aparelhos elétricos funcionem.

A diferença entre as pilhas e as baterias é que enquanto as pilhas possuem somente dois eletrodos, as baterias são formadas por várias pilhas conectadas em série ou em paralelo, ou seja, possuem vários eletrodos, o que aumenta a sua voltagem.

O que seria de nossa sociedade sem as pilhas e as baterias que fazem funcionar os celulares, os carros, os relógios e muitos outros aparelhos?

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplos de baterias (de celulares e de automóveis) usadas no cotidiano
Exemplos de baterias (de celulares e de automóveis) usadas no cotidiano

* Eletrólise: É o processo inverso que ocorre nas pilhas e baterias, ou seja, ocorre a transformação de energia elétrica em energia química. Utiliza-se energia elétrica para forçar a ocorrência de uma reação química não espontânea pela neutralização das cargas dos íons e formação de substâncias simples.

Isso ocorre quando se passa uma corrente elétrica proveniente de algum gerador (como uma pilha ou uma bateria) por um líquido iônico (substância fundida - eletrólise ígnea) ou por uma solução aquosa que contém íons (eletrólise em meio aquoso). Desse modo, o cátion presente no líquido ou na solução recebe elétrons, e o ânion doa elétrons, para que ambos fiquem com carga elétrica igual a zero e com energia química acumulada.

A eletrólise é usada para a produção de substâncias simples de uso importante que não são encontradas na natureza, como o gás cloro e o sódio metálico produzidos na eletrólise ígnea do cloreto de sódio. Na eletrólise aquosa do cloreto de sódio, além de o cloro ser produzido, também se obtém o gás hidrogênio que é usado como combustível. Mais detalhes sobre como ocorrem esses processos podem ser vistos no texto Eletrólise do cloreto de sódio.

Eletrólise aquosa do cloreto de sódio com produção de cloro e hidrogênio
Eletrólise aquosa do cloreto de sódio com produção de cloro e hidrogênio

A eletrólise também é usada para a produção de metais, como mostra o artigo Produção de alumínio por eletrólise, e para o desenvolvimento de processos de proteção de metais contra a corrosão.

A Eletroquímica é, portanto, um ramo muito importante não só porque está relacionada com o desenvolvimento tecnológico e de métodos de produção de eletricidade, mas também porque permite inclusive a monitoração das atividades do cérebro e do coração, do pH do sangue, da presença de contaminantes na água, além de possibilitar a criação de equipamentos que salvam vidas, como o marcapasso, e assim por diante.

Publicado por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Aplicação da Eletrólise
O uso da corrente elétrica para cromar objetos.
Bateria de automóvel
Conheça a composição da bateria de automóvel, como ela é por dentro e as reações envolvidas no seu funcionamento.
Bateria de níquel-cádmio
Conheça as vantagens, desvantagens, composição e funcionamento da bateria de níquel-cádmio.
Cinética Química: introdução ao estudo da velocidade das reações
Conheça o objeto de estudo da Cinética Química e a sua importância para a indústria e para o nosso cotidiano.
Cálculos na Eletrólise
Millikan e Faraday foram cientistas que ajudaram a encontrar meios e fórmulas de realizar cálculos na eletrólise.
Diferença de potencial de uma pilha
Entenda o que é a diferença de potencial de uma pilha (ddp) ou força eletromotriz, como ela pode ser medida e também calculada.
Diferença entre pilhas e baterias
Conheça qual é a diferença entre as pilhas e as baterias, além de ver exemplos da composição de cada uma.
Eletrólise
A eletrólise é uma reação não espontânea em que a energia elétrica é transformada em energia química.
Eletrólise com Eletrodos Ativos
A purificação do cobre e a douração de joias e outros materiais são exemplos de processos de eletrólise com eletrodos ativos.
Eletrólise da água
A eletrólise da água produz os gases hidrogênio e oxigênio, muito importantes em nossa sociedade. Veja como esse processo é feito.
Eletrólise do Cloreto de Sódio
Entenda como ocorre a eletrólise do cloreto de sódio (ígnea e em meio aquoso), quais são as reações envolvidas e os produtos obtidos.
Eletrólise em Série
A eletrólise em série é feita ligando-se várias cubas eletrolíticas, sendo que todas são submetidas ao mesmo gerador.
Eletrólise em meio aquoso
Entenda como ocorre a eletrólise em meio aquoso e como você pode saber quais íons se descarregam nos eletrodos, já que a água também está presente.
Eletrólise na obtenção de elementos químicos
Como isolar elementos através da eletrólise ígnea.
Eletrólise ígnea
Conheça mais sobre a eletrólise ígnea, um processo que permitiu a obtenção de elementos e substâncias simples que não estão presentes na natureza.
Galvanização
A corrosão de peças de ferro e de aço traz muitos prejuízos econômicos e ambientais. Conheça uma das alternativas para impedir isso, a galvanização.
História das pilhas
Médico italiano Luigi Galvani, descoberta das pilhas, ferro, cobre, diferença de potencial, fluxo de elétrons, passagem de corrente elétrica, metais presentes em obturações dentárias.
Leis da eletrólise
Conheça os aspectos quantitativos da eletrólise, como a determinação da carga elétrica e da massa obtida ou transformada nesse processo.
Oxidorredução
Entenda a definição de reação de oxidorredução e outros conceitos relacionados, tais como Nox, oxidação, redução, agente oxidante e agente redutor
Pilha de Alessandro Volta
Conheça a pilha de Volta, a primeira pilha elétrica a ser inventada.
Pilha seca de Leclanché
O funcionamento da pilha seca se resume à transferência de elétrons do zinco para o manganês.
Pilhas alcalinas
As pilhas alcalinas são essencialmente aquelas que possuem uma base como eletrólito em vez de um ácido.
Pilhas e Baterias
Pilhas e baterias são geradores elétricos. Clique e confira!
Pilhas e baterias primárias e secundárias
Conheça as principais pilhas e baterias usadas no cotidiano que não são recarregáveis e as que são recarregáveis.
Pilhas ou Células Eletroquímicas
Entenda o que caracteriza uma pilha em Eletroquímica, como ocorre o seu funcionamento, o que é o cátodo, o ânodo, a ponte salina, entre outros conceitos.
Produção de alumínio por eletrólise
O alumínio é atualmente um dos metais mais empregados em estruturas metálicas e na produção de objetos. Veja como ele é obtido industrialmente.
Purificação de Alumínio através da Eletrólise
Como obter esse metal através da passagem por eletrodos.
Reações de oxirredução
Veja como determinar se uma reação é de oxirredução, quais espécies oxidam e reduzem, além de quais são os agentes oxidantes e redutores.
Velocidade das reações químicas
Faça uma introdução ao estudo da Cinética Química por meio deste artigo sobre a velocidade das reações químicas.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos dicendi".
Português
Verbos dicendi
Dizer, falar, gritar, responder são verbos dicendi, ou seja, palavras que apresentam a maneira pela qual uma pessoa se expressa. Assista a esta videoaula para aprender um pouco mais sobre essa classificação!