Geopolítica

A Geopolítica refere-se às relações territoriais envolvendo os Estados Nacionais no plano internacional.

Geopolítica pode ser definida como o conjunto de ações e práticas realizadas no âmbito do poder, geralmente envolvendo os Estados Nacionais no sentido de promover o gerenciamento e o controle de seus territórios. No entanto, podemos perceber que essas relações muitas vezes vão além da própria noção de Estado, como a constituição de organizações regionais e mecanismos internacionais, a exemplo da ONU (Organização das Nações Unidas) e da OTAM (Organização do Tratado do Atlântico Norte), que constituem territórios supranacionais.

“Geopolítica” é o mesmo que “Geografia política”?

Apesar de essas duas formas de conhecimento serem geralmente encaradas de forma sobreposta e quase sempre se interseccionarem, podemos considerar que são ramos diferentes do saber. A diferença entre ambas as expressões encontra-se, grosso modo, na abordagem que cada uma realiza: enquanto a Geografia política preocupa-se com as relações e caracterizações espaciais relacionadas ao poder do Estado, a Geopolítica pauta-se nas estratégias e relações internacionais envolvendo os Estados, suas soberanias e relações de poder. Mas, como já ressaltamos, muitos vezes esses interesses se inter-relacionam, sendo difícil dizer onde termina uma abordagem e inicia-se a outra.

Como surgiram a Geografia Política e a Geopolítica?

A expressão Geografia Política é muito atribuída a F. Ratzel, com a elaboração e difusão de sua obra “Politische Geographie”, publicada em 1987. No entanto, essa forma de conhecimento já existia antes dele, só que com um outro significado. Antes, a Geografia política era um termo utilizado para qualquer análise envolvendo as leis ou as relações diplomáticas relacionadas ao Estado. Com as proposições ratzelianas, esse termo ganhou uma nova roupagem, passando a conceder uma maior ênfase aos fenômenos e estruturas espaciais, tanto ambientais quanto sociais. Posteriormente, muitos estudiosos dedicaram os seus estudos a esse campo do conhecimento, realizados, principalmente, para atender aos interesses dos governos e suas políticas nacionalistas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Já a expressão Geopolítica foi elaborada pelo jurista suíço R. Kjéllen, que somente deu nome a uma forma de conhecimento há muito tempo existente, cujo significado já ressaltamos. Além disso, ao contrário da Geografia Política, geralmente mais científica, a Geopolítica estabelecia-se em um caráter mais militar, comportando-se como uma verdadeira estratégia de posse, dominação e ampliação das fronteiras territoriais. Os principais nomes da Geopolítica, além do Kjéllen, são: H. MacKinder, A. Mahan e K. Haushofer.

O que podemos encontrar nesta seção?

A presente seção foi elaborada no sentido de englobar textos com informações básicas e didáticas concernentes às relações políticas e estratégicas no plano internacional, com ênfase aos acontecimentos contemporâneos. Vale lembrar que a preocupação com a dinâmica e as transformações do espaço geográfico deverá estar sempre presente nas análises realizadas.

Assim, o nosso objetivo é o de promover um local de estudos com temas voltados para o vestibular e também para a compreensão de temas básicos, tais como a Nova Ordem Mundial e as relações de poder que envolvem o mundo contemporâneo.

Confira os nossos textos e boa leitura!

As relações e disputas territoriais de poder à luz da Geopolítica
As relações e disputas territoriais de poder à luz da Geopolítica
Publicado por: Rodolfo F. Alves Pena
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Lista de Exercícios

Questão 1

Como o banco dos Brics altera a geopolítica financeira

A instituição criada em julho de 2014 pelas nações que integram o grupo de emergentes – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – pretende financiar os primeiros projetos de desenvolvimento sustentável em países pobres já a partir do ano que vem (…)

O acordo para a criação do banco de fomento a investimentos públicos entrou em vigor no dia 3 de julho [de 2015]. O banco terá sede em Xangai, na China, e será presidido durante um primeiro mandato de cinco anos pelo indiano K. V. Kamath. O capital inicial é de 50 bilhões de dólares, somado a um fundo de resgate financeiro – Arranjo Contingente de Reservas – no valor de 100 bilhões de dólares. Os líderes dos Brics definem os detalhes do funcionamento da instituição nesta quarta e quinta-feira, durante a cúpula (…).

Deutsche Welle, 08 jul. 2015. Acesso em: 14 ago. 2015 (adaptado).

A posição dos BRICS na geopolítica atual, mediante a ação acima exposta, reflete uma postura de:

a) concorrência com os principais centros comerciais estrangeiros.

b) desalinhamento com a política dos países desenvolvidos.

c) disputa bélica entre países subdesenvolvidos e desenvolvidos.

d) liderança sobre as economias emergentes e do chamado “segundo mundo”.

e) subalternidade perante os polos dominantes de poder na ordem mundial atual.

Questão 2

Charge sobre a ajuda militar em direção à Líbia
Charge sobre a ajuda militar em direção à Líbia

Disponível em: <http://www.duniverso.com.br>. Acesso em: 14 ago. 2015.

Considerando os acontecimentos recentes e o cenário geopolítico global da atualidade, a charge faz uma crítica:

a) ao expansionismo norte-americano no Oriente Médio e na Ásia.

b) ao papel dos Estados Unidos no conflito entre judeus e palestinos.

c) ao suposto combate a grupos terroristas que se revele em uma busca por petróleo.

d) à posição da ONU de subserviência e inação perante a guerra civil na Líbia.

e) à atuação da OTAN e os seus interesses estratégicos sobre a Primavera Árabe.

Mais Questões

Artigos de "Geopolítica"