Whatsapp icon Whatsapp

Mongólia

A Mongólia é uma nação isolada localizada na região central da Ásia. O povo mongol tem fortes tradições de origem nômade e já formaram um dos maiores impérios do mundo.
Bandeira da Mongólia.
Bandeira da Mongólia.

A Mongólia é um país localizado na Ásia, mais precisamente na sua porção central, entre a China e a Rússia. O Império Mongol já foi um dos maiores do mundo, abrangendo terras asiáticas e europeias, mas que perdeu espaço em nível mundial devido a questões políticas diversas.

A história recente da Mongólia é marcada pela influência da Rússia e, posteriormente, da China. O país é coberto por vastas estepes de clima temperado. É uma nação pouco desenvolvida, industrializada e povoada, mas que apresenta uma cultura muito singular e diversificada. Os mongóis conservam muitas tradições das tribos nômades locais, as quais deram origem à formação populacional do país.

Saiba mais: Muralha da China — construção feita para impedir a invasão de mongóis e outros povos

Resumo sobre a Mongólia

  • A Mongólia já foi um dos maiores impérios do mundo, que abrangia a maior parte do território asiático, além de parte considerável do território europeu.

  • Os mongóis sofreram diversas perdas territoriais ao longo dos séculos, além de poder econômico e militar, especialmente a partir da ascensão da China.

  • A geografia da Mongólia é marcada pelas adversidades climáticas, como a elevada amplitude térmica registrada no país ao longo do ano.

  • O território mongol é pouco povoado. A maior parte da população do país está concentrada na região da capital, Ulan Bator.

  • A economia da Mongólia tem forte base primária, constituída pela exploração de minerais diversos, além de atividades agropecuárias.

  • A Mongólia é um país pouco desenvolvido. Portanto, ainda apresenta infraestruturas precárias em setores como saneamento e energia.

  • Os mongóis possuem uma cultura muito singular, marcada por festivais folclóricos diversos, além da íntima relação com o meio natural.

  • O antigo imperador mongol Gêngis Khan é uma figura emblemática no país em razão do seu papel de liderança durante a constituição do Império Mongol.

Dados gerais da Mongólia

  • Nome oficial: Mongólia.

  • Gentílico: Mongol.

  • Extensão territorial: 1.564.116 quilômetros quadrados.

  • Localização: Ásia Central.

  • Capital: Ulan Bator.

  • Clima: temperado.

  • Governo: república Semipresidencialista.

  • Idioma: mongol.

  • Religiões: 52% (budismo) e 48% (outras).

  • População: 3.329.000 habitantes.

  • Densidade demográfica: 2 habitantes/quilômetro quadrado.

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,737 (elevado).

  • Moeda: tugrik.

  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 15,83 bilhões.

  • PIB per capita: US$ 4.560.

  • Gini: 32%.

  • Fuso horário: UTC+8.

  • Relações exteriores:

    - Organização das Nações Unidas (ONU);

    - Organização Mundial do Comércio (OMC).

  • Divisão administrativa: 21 províncias, sendo elas:

Arkhangay

Dundgovi

Orhon

Bayan-Ölgiy

Govi-Altay

Övörkhangay

Bayankhongor

Govisümber

Selenge

Bulgan

Khentiy

Sükhbaatar

Darhan-Uul

Khovd

Töv

Dornod

Khövsgöl

Uvs

Dornogovi

Ömnögovi

Zavkhan

História da Mongólia

A Mongólia já foi um dos maiores impérios de todo o mundo. O país possui uma história muito rica, marcada por grandes batalhas militares e forte expansionismo territorial, mas que ainda é pouco conhecida em nível mundial.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O país, por meio da junção de diversas tribos nômades e ainda sob o comando de uma grande figura histórica, o guerreiro Gêngis Khan, dominou grandes extensões de território, desde a Ásia até parte da Europa. Porém, problemas políticos internos, assim como a forte oposição do Império Chinês, fizeram com que a Mongólia fosse dominada pelos chineses.

O povo mongol obteve a sua independência oficial da China somente em 1921. A partir de então, vivenciou-se uma fase de forte aproximação e dependência econômica com a antiga União Soviética e, mais recententemente, justamente com sua grande inimiga histórica, a China.

Etimologia de Mongólia

O termo Mongólia designa o território dos povos mongóis. Sendo assim, o nome do país significa “terra dos mongóis”.

Geografia da Mongólia

A Mongólia possui uma geografia variada, sendo marcada por aspectos extremos, com elevada amplitude térmica ao longo do ano e baixíssimas temperaturas durante o inverno. O país está localizado entre a China e a Rússia, na porção central do continente asiático, que apresenta clima temperado e vegetação de estepes. As chuvas são escassas, e há predominância de rios temporários. Já o relevo tem formações de montanhas e planaltos. O deserto de Gobi, um dos principais do mundo, cobre parte do território mongol.

Mapa da Mongólia

Mapa da Mongólia

Demografia da Mongólia

A Mongólia é um país pouco populoso e pouquíssimo povoado. O país possui justamente um extenso território e um pequeno número absoluto de habitantes, logo, tem uma das densidades demográficas mais baixas de todo o mundo.

A maior parte da população do país está localizada na região da sua capital, Ulan Bator, que possui quase 1,5 milhão de habitantes. Já o restante da população está distribuída de forma esparsa pelo interior. A formação de pequenas tribos nômades ainda é um hábito no interior do país.

Demograficamente, a Mongólia apresenta baixa taxa de crescimento populacional. A queda da taxa de natalidade local aliada à alta de taxa de emigração tem contribuído para a estagnação do nível populacional.

Veja também: Demografia — ciência que estuda as dinâmicas da população

Economia da Mongólia

A economia da Mongólia, pouco desenvolvida e industrializada, está ancorada nos setores primário e terciário. O país é um grande produtor de minérios diversos, como petróleo, ferro, cobre e ouro. Além disso, tem grande tradição na criação de animais, como cavalos, vacas, ovelhas e carneiros, e na produção de cereais diversos, como o trigo. Porém, a agropecuária sofre grandes limitações, por causa dos aspectos climáticos adversos do país.

No setor terciário, destaca-se a exportação de bens minerais diversos, que são comercializados com o exterior. A China é o principal parceiro comercial da Mongólia e exerce forte influência na economia do país. Esse setor tem como destaque a transformação de bens minerais e animais, como materiais construtivos e derivados de leite, além da produção de artigos têxteis, alimentícios e bebidas.

Infraestrutura da Mongólia

A Mongólia ainda apresenta uma infraestrutura pouco desenvolvida, marcada pela dualidade econômica e caracterizada pelo elevado desenvolvimento da capital nacional em contraponto com o ainda isolado interior do país.

O transporte é o principal setor de infraestrutura do país, com destaque para rodovias e ferrovias. Porém, a maior parte dessa infraestrutura está voltada para a exportação de bens primários do país para o exterior.

Por ainda ser um país muito pobre, sua infraestrutura é precária na área de serviços para a população. O acesso à saúde e ao saneamento básico, por exemplo, ainda é bastante deficitário.

Já em termos energéticos, a Mongólia depende de fontes energéticas externas, especialmente chinesas. O país ainda tem um interior muito isolado, que sofre com questões como a baixa cobertura de meios de comunicação, incluindo a internet.

Governo da Mongólia

A Mongólia possui um sistema de governo semipresidencialista. Há, no país, uma estrutura democrática que permite a eleição por meio do voto direto para presidente. Já o primeiro-ministro é escolhido de forma indireta pelos legisladores. O Legislativo e o Judiciário são os outros poderes que compõem a formação do governo local.

Palácio do governo em Ulan Bator, Mongólia.
O palácio do governo está localizado na capital mongol de Ulan Bator.

Cultura da Mongólia

A cultura da Mongólia, apesar de bastante rica, é muito homogênea, dado o isolamento geográfico e identitário da população do país. A maior parte de seus habitantes é formada por mongóis nativos, que compartilham diversos hábitos culturais, fruto do período em que o país ainda era formado por diversas tribos nômades.

Os festivais de dança e música mongóis, por exemplo, são extremamente comuns no país, principalmente no verão. Já as atividades esportivas, como lutas, corridas de cavalo e disputas de arco e flecha, são muito praticadas pela população. Na alimentação, se destaca o uso de carne, inclusive proveniente de caça, além de leite e derivados.

O povo mongol é considerado hospitaleiro, mas também muito reservado. O país ainda é isolado economicamente e apresenta poucas influências, especialmente ocidentais, no seu universo cultural. A identidade nacional é valorizada pelos mongóis, especialmente por meio da adoração ao líder imperialista local Temujin Borgijin (1162–1227).

Leia também: A regionalização do continente asiático — como a Ásia se subdivide?

Curiosidades da Mongólia

  • A figura de Temujin Borgijin (1162–1227), também chamado de Gêngis Khan, é bastante adorada na Mongólia, em razão da sua liderança na expansão do Império Mongol.

  • O cavalo e a águia são os animais símbolos da Mongólia, Eles são, inclusive, utilizados em diversas atividades cotidianas.

  • Os esportes populares na Mongólia envolvem atividades diversas com cavalos, como corridas equestres, e ainda a prática de xadrez.

  • A carne e o leite são os produtos alimentícios mais consumidos pela população mongol. Eles são muito utilizados inclusive pelas tribos nômades do país.

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

A regionalização do continente asiático
Clique aqui e conheça as características da regionalização do continente asiático!
China
Saiba mais sobre a China. Conheça suas principais características, saiba como é o seu governo e qual a preocupação deste com o crescimento populacional do país.
Estepes
Saiba quais são as principais características das vegetações de estepes. Veja detalhes sobre essa vegetação que ocorre em zonas de climas considerados inóspitos.
Ásia
Seção com textos sobre a demografia, a economia, o relevo, o clima e as relações políticas da Ásia, o maior continente do mundo.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos dicendi".
Português
Verbos dicendi
Dizer, falar, gritar, responder são verbos dicendi, ou seja, palavras que apresentam a maneira pela qual uma pessoa se expressa. Assista a esta videoaula para aprender um pouco mais sobre essa classificação!